Equipes da Prefeitura de Volta Redonda estão atuando para minimizar impactos da chuva que teve acumulado de 73 mm em 24 horas  

0

 VOLTA REDONDA

As equipes da prefeitura de Volta Redonda estão trabalhando desde a noite de quinta-feira, dia 12, para minimizar os impactos resultantes da forte chuva que atingiu a cidade no final da tarde. Foram cerca de 40 minutos de temporal, acompanhado de vento, que assustou a população. Funcionários da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI) foram para as ruas e atuaram em vários pontos. A SMI também montou um plantão de emergência com caminhões e máquina preparados para atender qualquer intercorrência pós chuva.

Segundo Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, o município somou 73 milímetros de volume de chuva em 24 horas e a previsão é de mais chuva para os próximos dias. Nas últimas 72 horas, o acumulado de chuva foi de 177 milímetros.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, também está fazendo o monitoramento da situação da cidade, principalmente nas áreas de risco. O coordenador da Defesa Civil, Leandro Rezende, solicitou aos moradores que fiquem atentos e se possível já procurem um lugar seguro até as chuvas cessarem. “É importante levar documentos pessoais, remédios de uso contínuo, celular, peças de roupa e alimentos”, destacou o coordenador, lembrando que em caso de emergência, as pessoas devem entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone 3339-2064 ou disque 199. Até o momento foram registradas ocorrências como deslizamento de terra, quedas de muro e árvores e alagamentos. Não há informações de desalojados e desabrigados.

O bairro Açude, como sempre acontece, ficou debaixo d’água. “Lamentamos o descaso do poder público para com a comunidade do Açude que merece respeito. Esperamos que o Poder Público que apresente alguma solução para esse problema das enchentes que se arrasta por décadas. Coloquei o meu nome a disposição no Legislativo para vereador, para buscarmos meios de resolução definitiva deste problema que prejudica tanto os moradores do bairro Açude. Sabemos que ninguém pode culpar a chuva ela é a natureza. A culpa é da não falta de investimento em drenagens, é omissão e incompetência do poder público”, lamentou o líder comunitário Alan Cunha na sua página do Facebook.

No bairro Retiro, outra localidade que também sofre no período de chuva, teve inundação, principalmente na Avenida Sávio Gama, nas proximidades da antiga sede da Subprefeitura.

 

 

 

error: Conteúdo protegido !