Barra Mansa vai receber oficina ‘Dom Quixote Entre Cartas’

0

Chega a Barra Mansa no próximo dia 28 a oficina-performance baseada na obra máxima de Miguel de Cervantes – Dom Quixote e Sancho Pança. Durante o encontro, os organizadores convidam a plateia a participar da leitura compartilhada de diversos trechos e encenar uma das suas aventuras. Após toda essa sensibilização, cada pessoa escreve uma carta e para encerrar, compartilhamento dos manuscritos, ou não. O local das atividades ainda não foi divulgado pela organização do evento.

“São três horas de convivência com a leitura e a escrita que transformam as práticas leitoras”, é assim que a atriz Élida Marques, idealizadora do Programa “Ler é uma Viagem, relata um pouco de como é a Oficina “Dom Quixote entre cartas”.

A oficina-performance possui o objetivo de oferecer a pessoas educadoras, artistas, mediadoras de leitura e interessadas na sua formação leitora, a oportunidade de conhecer melhor o “espírito quixotesco”, viajando pelos caminhos fantásticos da obra de Miguel de Cervantes, acompanhados da leitura em voz alta e música ao vivo, executadas por um elenco composto por arte-educador, atriz, músico e fotógrafa do Programa. Por meio dessa abordagem lúdica diferenciada, quem participa do encontro aprende novos recursos para motivar e desenvolver a curiosidade e a paixão pelos livros, que são o caminho mais importante da educação.

A atriz Élida Marques, idealizadora do projeto, conta que a obra Dom Quixote, escrita há mais de 400 anos por Miguel de Cervantes, é considerada um símbolo mundial do amor pelos livros e do poder transformador da leitura. “O fidalgo apaixonado por leituras, de tanto ler os livros de cavalaria, sente-se um cavaleiro valente e sai em busca de aventuras, vai transformando a realidade dele e de quem o lê em um mundo muito mais interessante e desafiador”, explica.

No livro, o autor brinca com as histórias de cavalaria que faziam muito sucesso na Idade Média, mas ao invés de cavaleiros fortes e corajosos que enfrentam gigantes, exércitos inteiros e sempre saem vitoriosos, Cervantes nos apresenta um herói diferente: na faixa dos cinquenta anos, vive fazendo trapalhadas e quase sempre se dá mal.  Dom Quixote, em busca do bem e da justiça, comete enganos, é alvo de gozações, machuca-se e vai, ao mesmo tempo, nos divertindo e conquistando com sua coragem, esperança e determinação.

Objetivo é oferecer aos participantes a oportunidade de viajar pelos caminhos fantásticos da obra de Miguel de Cervantes

Com base nisso, a oficina “Dom Quixote entre cartas” promete conduzir uma viagem pela obra do autor espanhol, oferecendo aos professores a oportunidade de mergulhar nessa experiência como autores de suas próprias aventuras.

Após passar pelo Rio de Janeiro, o projeto percorrerá mais de 40 cidades de diversos estados do Brasil.

Ler é uma Viagem

O Ler é uma viagem é um programa de incentivo à leitura que, desde 2003, desenvolve sessões de leitura com música ao vivo para estimular o prazer da descoberta do texto entre crianças, jovens e adultos de todo o Brasil. Através de projetos temáticos patrocinados (Hans Christian Andersen, Guimarães Rosa, e agora, Dom Quixote), já realizou mais de 600 apresentações, atingiu mais de 7.000 professores e mais de 35.000 estudantes em escolas e bibliotecas públicas.

O Programa apresenta-se em diversos formatos, mas sempre pensados a partir do conceito intimista de uma sessão de leitura compartilhada entre, no máximo, 60 pessoas. “O projeto oferece um ambiente de imersão nos textos que estimula a escuta, a identificação, a criatividade e também possibilita que os professores compartilhem ferramentas pedagógicas para dar continuidade à experiência com os alunos depois, em sala de aula”, explica a idealizadora do projeto Élida Marques. Neste ano o programa inaugurou uma Sala de Leituras em Itu/SP, cidade sede do Ler é Uma Viagem, desde 2009.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !