Vereador quer abono de 40% para funcionários da saúde de Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

A Câmara de Vereadores e Volta Redonda fará uma sessão ordinária nesta quarta-feira, 1º de abril, e possivelmente suspenderá as atividades legislativas por mais dez dias em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19). Na semana passada, alguns vereadores se manifestaram para apresentar projetos durante a sessão convocada pelo presidente a Casa, Nilton Alves de Faria, o Neném. Como os trabalhos foram retomados apenas para a votação de cinco mensagens enviadas pelo prefeito Samuca Silva em meio ao isolamento social, os trabalhos foram marcas para hoje quando os PLs do parlamentares serão apresentados em regime de urgência e preferência para serem votados.

Entre os que estão com projetos prontos para serem apresentado é o vereador Carlinhos Santana (PROS). Ele informou que irá protocolar dois Projetos de Lei autorizando o prefeito Samuca Silva a  conceder cesta básica a famílias de baixa renda e um abono de 40% para funcionários da saúde e Volta Redonda. Segundo o parlamentar, é necessário que a prefeitura ajude as famílias que ganham até um salário mínimo, já que geralmente muitas delas desenvolvem outras atividades informais para completar a renda e a pandemia do coronavírus está impedindo que elas trabalhem.

JUSTIFICATIVA

Em sua justificativa, o parlamentar destacou que o mundo todo está passando por um momento muito difícil e o país precisa cuidar destas pessoas com renda menor, porque elas fazem outra atividade, muitas das vezes informal. “E como ninguém está podendo sair de casa e não é porque não quer é porque é uma norma de saúde pública. Precisamos cuidar de nossas famílias e a prefeitura tem obrigação de cuidar de alguma maneira, então estou fazendo esse projeto para todas as famílias que ganhem até um salário mínimo”, destacou o parlamentar.

Outro projeto do parlamentar que entrará em discussão na sessão desta quarta-feira,  será o que atende os funcionários da saúde que estão na linha de frente no combate ao Covid-19. Segundo o vereador, esses funcionários precisam não só de um incentivo como também de um reconhecimento. “Os funcionários envolvidos na área da saúde precisam de um olhar especial nosso. São eles que estão na linha de frente, correndo riscos, deixando suas famílias para cuidar da nossa. Esses funcionários, digo todos, desde o pessoal da limpeza, recepção, até os médicos, todos estão correndo risco por nós. Por isso, é mais do que justo que ganhem um pouco mais. Não é prêmio não, é um reconhecimento e um incentivo para aqueles que deixam suas casas por nós”, concluiu.