UM DIA COM A CANDIDATA – Professora Clarice fala sobre recepção de eleitores com propostas do Partido dos Trabalhadores

0

BARRA MANSA

A candidata a prefeita de Barra Mansa pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Professora Clarice, esteve nessa terça-feira, dia 27, no bairro Colônia Santo Antônio conversando com os eleitores sobre as propostas de governo. De acordo com ela, a população tem sido mais receptiva as ideias apresentadas, demonstrando desejo de mudança. Um dos pontos destacados pela candidata foi o investimento na educação integral e creches, além da moeda social e ônibus tarifa zero.

“Já dei aulas em uma escola do bairro, chamada Santo Antônio, uma unidade que atualmente está fechada e os alunos estão no Ciep. Como professora nessa escola, acabei deixando raízes aqui”, contou, acrescentando que o modo do PT fazer campanha não é de dentro dos carros ou apenas acenando, mas sim olhando olho no olho. “É um momento para dialogar com a população e falar sobre toda conjuntura, saber necessidades e relembrar coisas que o governo do PT fez quando esteve na cidade”, ressaltou Clarice.

Foto: Fábio Guimas

Segundo a candidata, a população demonstra sentir falta de políticas públicas para os que mais precisam. “Hoje temos um governo que desinveste em cultura, educação, saúde e olha somente para aqueles que já têm. O partido dos trabalhadores tem uma política de vida e a população tem percebido isso, nos recebendo muito bem”, relatou, afirmando que nas eleições de 2016 e 2018 tinham mais pessoas introspectivas, contudo o cenário começa a mudar. “Percebemos que as pessoas estão mais receptivas com nossas ideias”, afirmou.

“As coisas boas que o partido deixou no governo da Inês Pandeló ficaram para trás, não deram continuação. Não existe mais um olhar atento para as comunidades. Atualmente os bairros estão abandonados, a população mais vulnerável não recebe projetos, não há políticas públicas para oferecer outras perspectivas para os jovens ou apoio para o comércio local, falta asfalto, iluminação e zelo”, lamentou.

Proposta de mudança

De acordo com a professora Clarice, a maior parte das queixas da população é sobre a falta de emprego, qualidade da educação e obras paradas, como a do Barão de Guapy. “As pessoas estão insatisfeitas também com a falta de transparência dos governos”, contou, afirmando que ao mesmo tempo em que a população está desacreditada, ainda deseja mudança.

Foto: Fábio Guimas

Algumas das propostas apresentadas pela candidata são para ampliação das escolas integral e creches. “Tem muitas mães que deixaram até de estudar, pois não têm com quem deixar os filhos. A educação é uma área pela qual tenho muito carinho, já que são 30 anos de experiência nesse setor. Educação não é gasto, é investimento”, garantiu.

Clarice ainda falou que vem conversado com comerciantes sobre a moeda social. “Isso vai gerar emprego e renda, além de aumentar as vendas no comércio da cidade, transformando isso em arrecadação para a prefeitura, o que será investido na própria cidade”, disse, acrescentando a melhora no transporte urbano. “Queremos criar também o ‘Vermelhinho’, que é o projeto de ônibus tarifa zero. A Região Leste é um exemplo de comunidade que sofre com a falta do transporte de qualidade. São 32 mil pessoas que moram na área e consomem mais em Volta Redonda que no próprio município que moram, por causa dessa deficiência no serviço”, ratificou.

Foto: Fábio Guimas

“Estamos oferecendo coisas concretas, não é nada surreal. São políticas públicas que o PT foi capaz de fazer. O que a gente transmite é a verdade”, concluiu Clarice.