Suspeito de ter participado do tiroteio em Resende é preso após ter sido atropelado

0

RESENDE

O delegado titular da 89ª Delegacia de Polícia (DP), Michel Floroschk determinou, na quarta-feira, dia 22, a prisão de Matheus Campos de Jesus, 23 anos. Ele é suspeito de ter participado do tiroteio ocorrido na noite de terça-feira, dia 21, envolvendo criminosos de duas facções criminosas nos bairros Cidade Alegria, Boa Vista II e Mutirão, na região da Grande Alegria. O tiroteio assustou os moradores. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o ataque dos criminosos.

A prisão do suspeito foi feita pelos policiais do 37º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no bairro Baixada da Olaria, na periferia da cidade. Já um fuzil calibre 5.56 marca Widham modelo ME de fabricação Americana sem numeração, uma luneta de precisão, dois carregadores e 57 munições 5.56 foram apreendidos no bairro Mutirão, logo após o tiroteio. Assim como a apreensão de um Sentra de cor preta, com marcas de tiros e de colisão, além de manchas de sangue.

Militares apreenderam um fuzil 5.56 de fabricação americana com dois carregadores, 57 munições e uma luneta de precisão-Divulgação PM

Na manhã de quarta-feira, os militares foram até a Rua Inácio Lopes Siqueira, no bairro Baixada da Olaria para verificarem a informação que havia um homem baleado no local.  “Em contato com profissionais do Corpo de Bombeiros tivemos a informação de que o homem estava com ferimentos. Ele teria contado aos socorristas que teria sido atropelado por um carro de cor preta, no momento em que ocorria um tiroteio. A vítima foi encaminhada para o Pronto socorro do Hospital Municipal de Emergência Henrique Sérgio Gregori”, informaram os militares, acrescentando que o suspeito estava vestido com roupa tática, vestuário utilizado para situação de combate.

Na noite anterior, durante o tiroteio, os militares também encontraram abandonado nas proximidades de um areal no bairro Baixada da Olaria, o Sentra de cor preta.

A ocorrência foi apresentada na Delegacia de Resende, onde o delegado Michel Floroschk determinou a prisão do suspeito por associação criminosa, porte de arma de fogo de uso restrito e receptação. Matheus ficou internado com a escolta de policiais militares na unidade hospitalar.

Em declaração extraoficial, o suspeito, que a princípio teria negado a participação no tiroteio alegando que foi atropelado, teria confidenciado que estava no veículo com outras pessoas. “Eles estariam patrulhando a área quando foram recebidos a tiros a tiros em uma emboscada pelo grupo rival ao passarem nas proximidades de um matagal. Enquanto o motorista tentava manobrar o veículo, Matheus acabou saindo do carro quando foi atropelado. Em seguida, mesmo com o tiroteio, saiu correndo e se escondeu no matagal, onde ficou até ser socorrido”, informou um policial civil, comentando que o Sentra teria sido furtado no último dia 05, em Neves, bairro de São Gonçalo.

A Polícia está à procura do restante dos envolvidos no tiroteio.