Sassaricando – Oscar Nora – 12 de agosto de 2020

0

Foto: Internet

Revelando lentidão e indecisão preocupantes, a CBF deu grande mancada no episódio da partida entre Goiás e São Paulo. Antecipadamente, o Goiás comunicou que 10 dos 19 atletas do seu plantel haviam testado positivo para Covid 19, mas a CBF ignorou os pedidos de adiamento feitos pelo clube.
+
Aceitar novas inscrições do Goiás na última hora foi injusto, pois com jogadores destreinados e inexperientes o Verdão da Serra seria presa fácil para o felpudo tricolor do Morumbi. Pagando pela insensatez, a CBF teve de se curvar à sentença do Superior Tribunal de Justiça Desportiva que adiou a partida.
+
Reconhecendo o desacerto, a CBF exige a partir desta sexta-feira que todos os jogadores, relacionados ou não para o jogo, sejam testados 72 horas de antes de cada partida. Os testes poderão ser feitos no Hospital Albert Einstein ou laboratórios locais, obedecendo aos padrões de teste molecular especificados pelos protocolos.
+
A CBF custeará integralmente a realização de todos os testes, seja diretamente no Albert Einstein ou com o uso de laboratórios locais dos clubes que disputam os campeonatos nacionais das séries A, B, C e D.
+
Os clubes mandantes serão obrigados a enviar à CBF, até 24h antes da partida, os resultados dos testes realizados. Os clubes visitantes até 12h antes da viagem, o que permitirá a troca de eventuais jogadores com teste positivo.
+
Domènec Torrent e sua comissão técnica terão um trabalho extra hoje à noite, contra o Atlético de Goiânia, quando farão a segunda partida no comando do Flamengo: vencer o duelo e apagar a fogueira que começou a esquentar entre Bruno Henrique e Gabriel Gabigol.
+
Mais cedo, o Botafogo faz sua estreia enfrentando o Red Bull Bragantino. A última vez que os dois clubes se enfrentaram – 2 a 2 – foi em agosto de 1998. Curiosamente, naquela época o técnico era Paulo Autori e, entre outros, jogavam Wagner, Gonçalves, Bebeto e Túlio Maravilha.
+
Mais tarde, no Maracanã, o Fluminense tenta se recuperar da derrota que sofreu do Grêmio. A favor dos tricolores o eventual cansaço dos jogadores do Palmeiras após as comemorações pela conquista do título de campeão paulista domingo passado.
+
Com quase metade do seu elenco formado por jogadores vindos da base, o Vasco da Gama encerra a segunda rodada do Brasileirão, amanha às oito da noite, em São Januário. Rivais, mas parceiros, Vasco da Gama e Sport já se enfrentaram 41 vezes: 16 vitórias do Vasco, 14 empates e 11 derrotas.

error: Conteúdo protegido !