Rodrigo Drable se manifesta após operação que resultou em seu afastamento da prefeitura

0

BARRA MANSA

Em live realizada nesta noite, 14, o prefeito Rodrigo Drable falou a respeito da operação do Ministério Público que resultou em seu afastamento do cargo e de outros dois vereadores Zélio Show e Paulo Chuchu, presidente da câmara. Um outro funcionário da prefeitura comissionado foi envolvido. O prefeito disse que está recebendo há algum tempo ameças e críticas vazias de um grupo de oposição que tenta comprometer sua imagem. “Essa operação hoje não foi por desvio de recurso público, foi porque um vereador me acusou de tentar comprar o voto dele para aprovação das contas na câmara. Precisava de 13 votos e tivemos 14, vereador que fez a acusação votou contra e não conosco e ainda assim tivemos votos de sobra”, diz se referindo a um a mais do que precisaria ter.

Ele falou sobre a arma encontrada em sua casa que não tinha registro. Segundo Drable, seria do seu avô, já que seu pai também foi levado para delegacia também por posse sem registro. “Meu avô tinha algumas e quando ele faleceu ficamos com as armas. Tinha que ser feito o registro e não foi. Essa foi a única razão para eu ter sido conduzido para delegacia. Ainda assim, por mais que estivesse errado, isso foi uma afronta a minha família. Vou continuar de cabeça erguida, diferente do passado não estou sendo acusado ou afastado por corrupção, de roubo de dinheiro público, mas porque um grupo está se dedicando em tentar me tirar da cadeira para ocupar meu espaço. Vou defender minha integridade e minha moral, custe o que custar. Estou a serviço de Barra Mansa hoje e sempre”, disse. Ele foi levado para delegacia, mas pagou fiança.
O prefeito não mencionou nada a respeito do vídeo em que aparece conversando com o vereador Gilmar Lelis que o denunciou.

error: Conteúdo protegido !