Quaresma eleva o consumo de peixe e movimenta o setor de pescado

0

SUL FLUMINENSE

A Quaresma começou nesta Quarta-feira de Cinzas, dia 26, e muita gente colocou em prática a penitência após o Carnaval. Uma delas é a abstinência do consumo da carne vermelha em detrimento ao pescado. Desta forma, os peixes e produtos do mar são a alternativa principal no cardápio da família brasileira católica nesta época do ano. Pelos próximos 40 dias há quem pratique a troca da carne pelo peixe nas segundas, quartas e sextas-feiras, outros adotam o regime durante toda a Quaresma.

Oficialmente, a Quaresma começou dia 26 e termina no domingo de Páscoa, que neste ano será no dia 12 de abril. Dessa forma, apostando na prática do catolicismo os comerciantes faturam alto com a venda de peixes. No primeiro dia da Quaresma a procura foi grande na banca de peixes de supermercados, peixarias e também vendedores ambulantes. “Vim mais cedo porque sei que ocorre fila na hora do almoço, pessoal acordando mais tarde. Me surpreendi com os valores, pagando R$ 16,99 o quilo da sardinha. Mas, garanti três quilos porque era a mais em conta. Na minha casa todos são católicos e adotamos a troca da carne pelo peixe na Quaresma”, diz o sapateiro Osvaldo Gomes.

Para os comerciantes, o comportamento da troca da carne vermelha pelo peixe reflete diretamente nas vendas gerando o lucro tão esperado. “O nosso momento é agora porque a Quaresma representa a melhor data para quem vive do pescado. O lucro sobe mais de 50%, pode chegar muito além se souber entender o que o cliente quer e focar em produtos bons e baratos. Temos da sardinha até o bacalhau, fica a critério do freguês”, disse o gerente Renato Santos, que logo ao abrir a venda contabilizou 35 clientes no estabelecimento.

A dona de casa Consuelo Almeida, gosta de levar as postas dos peixes e congelar para utilizar gradativamente ao longo da Quaresma. Porém, os valores limitaram sua iniciativa. “Pensei em levar mais do que o dinheiro deu, confesso. Está mais salgado o preço do filé de merluza e filé de salmão. Comprei um pouco de sardinha e gastei ao todo R$ 90”, conta. Segundo preço nas peixarias da região, o filé de salmão pode ser encontrado em Barra Mansa, por exemplo, a R$ 73,90 o quilo e o filé de merluza a R$ 27,31.

PROMOÇÕES

Em período de Quaresma comprar peixe em conta requer muita atenção dos consumidores, inclusive com a qualidade do produto que deve estar fresco e em ambiente refrigerado ou até mesmo congelado. A conta pode ser amenizada com as promoções surpresas ou o famoso ‘choro’ ao gerente demonstrando o panfleto de anúncio do concorrente com preço mais em conta. “Eu compro o peixe mais barato porque preciso de quantidade. São seis pessoas na família. Gostaria de levar salmão, bacalhau, tilápia… Fico na corvina, sardinha, filé de polaca”, observa a dona de casa Neuza Machado.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !