Projeto Rede de Vizinhos Agentes, em Barra Mansa, contribui para recuperação de moto furtada

0

BARRA MANSA

Rede de Vizinhos Agentes ajuda a solucionar furto de motocicleta

O projeto Rede de Vizinhos Agentes foi fundamental para a recuperação de uma moto furtada nesta semana no bairro Parque Independência em Barra Mansa. Implantado em agosto do ano passado no loca, através das imagens das câmeras de segurança a Policia Militar encontrou os suspeitos do crime e recuperou o veículo. O projeto é particular, não tem cunho político e é realizado com parcerias entre prefeitura, Guarda Municipal, Policia Civil e Militar. A comunidade foi a pioneira da ação em Barra Mansa e o objetivo é expandir o sistema para outros bairros.

 

PÁGINA 5

 

 

 

Fran

Cidades

Com foto (Divulgação)

 

SEGURANÇA

Projeto Rede de Vizinhos Agentes contribui para recuperação de moto furtada

Através de câmeras instaladas pela iniciativa o veículo foi recuperado rapidamente

 

BARRA MANSA

Implantado em agosto do ano passado no bairro Parque Independência, o projeto Rede de Vizinhos Agentes, começa a mostrar os benefícios para os usuários que aderiram à iniciativa. Para conhecer mais sobre o projeto basta acessar https://bit.ly/3eTHtmO.

De acordo com Roberto Souza, conselheiro do Conselho Comunitário de segurança de Barra Mansa, na última segunda-feira, dia 17, por volta das 14 horas, quatro jovens furtaram um moto no bairro. O veículo, foi recuperado dentro de meia hora. “Temos nove câmeras instaladas pelo bairro, elas flagraram quatro jovens em atitude suspeita e filmaram toda a ação do furto. E dentro de 30 minutos o veículo foi recuperado”, destaca Roberto.

Na ocasião, três menores, sendo dois de 16 anos e um de 14, foram apreendidos pela equipe da 2ª Cia. do 28° Batalhão de Polícia Militar (BPM) no bairro Getúlio Vargas.Segundo a PM, a equipe do Grupo de Ações Táticas (GAT) II esteve na Rua Florianópolis após receber denúncia de que autores do furto de uma motocicleta Honda CG Titan 150cc vermelha (crime ocorrido na Rua José Variante, no Parque Independência) estavam no local.

As guarnições procederam ao bairro Getúlio Vargas e em uma área de mata, encontraram o trio com a moto. Segundo a PM, todos confessaram o crime.Os três foram encaminhados para a 90ª Delegacia de Polícia (DP), onde permaneceram apreendidos à disposição da Justiça. Eles foram autuados no fato análogo artigo 155  do Código Penal (CP).

Outro caso de sucesso foi com os ‘pipeiros’, como o bairro é alto, várias pessoas iam até o bairro para soltar pipas, utilizando cerol ou linha chilena. Fato que causou incidentes com moradores. “Uma moradora chegou a ser ferida no pescoço  e, depois desse caso, fizemos uma ação coibindo esse tipo de atitude e hoje em dia os ‘pipeiros’ não vão mais até o local”.

SEM CUNHO POLÍTICO

O conselheiro explica que o projeto é particular e não tem cunho político e tem parcerias com a prefeitura, Guarda Municipal, Policia Civil e Militar. “É uma iniciativa que visa beneficiar a população. A população precisa entender que está em nossas mãos criar atitudes de nos ajudar, esse é o ideal do projeto. Existe uma empresa de Volta Redonda que patenteou e em parceria com eles, fechamos contrato com um grupo de moradores que patrocinam o sistema de vigilância. Com a ação desta semana, mais moradores do bairro entraram em contato solicitando adesão, com um preço acessível”, destaca, informando que todo o sistema funciona dentro de uma plataforma moderna e os moradores inscritos acessam o sistema através de um aplicativo de celular.  “Os moradores podem ver tudo em tempo real, além de terem as imagens gravadas em ‘nuvem’. Além disso, há o botão do pânico, se um acionar os outros moradores também tem acesso ao que está acontecendo e entram e contato com a polícia através do 190”, informa.

O sargento da Polícia Militar, Giovane Amâncio, é um dos responsáveis pelo projeto em Volta Redonda informa que para aderir ao projeto, basta que o morador procure a associação do bairro. “Caso nos queria procurar direto, basta entrar em contato através do email que [email protected] que nós procuramos pela associação de moradores. A comunidade foi a pioneira da ação em Barra Mansa e o objetivo é expandir o sistema para outros bairros”.

Ele destaca que o projeto visa principalmente trabalhar na prevenção, evitando que o crime aconteça. “Sobre o furto da moto, no momento que eles cometeram o furto, os vizinhos alertaram a Polícia Militar pelo telefone 190 que imediatamente iniciou patrulhamento obtendo êxito em abordar e deter três dos suspeitos no bairro Getúlio Vargas em um estrada de terra  que faz ligação  com bairro Parque Independência”, relembra.

Para o presidente da Associação dos Moradores, Diego Sales, a implantação do projeto foi à realização de um sonho. “Sempre quisemos um sistema de monitoramento, mas o bairro tinha rejeição em colocar uma iniciativa privada. Quando o Conselho Comunitário apareceu com a parceria com os órgãos de segurança, a comunidade abraçou a ideia. No caso o furto da moto, fomos surpreendidos pela agilidade e rapidez. Nós disponibilizamos as imagens da câmera para os órgãos de segurança e dentro de pouco tempo os suspeitos foram localizados”, conclui.