Projeto de lei determina que pontos de acessibilidade para deficientes visuais sejam instalados em bibliotecas

0

ESTADO

Deficientes visuais podem ter acesso a todo o acervo das bibliotecas públicas do Rio de Janeiro. Pelo menos essa é a intenção do deputado estadual Gustavo Tutuca (MDB). Ele protocolou um projeto de lei na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que obriga o Governo do Estado a instalar pontos de acessibilidade nas bibliotecas. “Não estamos falando do método Braille, não. Sabemos que o acervo em Braille é restrito. Mas já estamos no Século 21. Temos uma infinidade de programas, softwares e aplicativos que são úteis para os deficientes visuais. O que não podemos mais é privá-los do acesso à leitura nas bibliotecas públicas”, argumentou Tutuca.

Para colocar em prática o projeto de lei, o autor afirmou que o governo precisará destinar verba no orçamento anual para a aquisição de dispositivos para promoverem a inclusão. O deputado afirmou que esse é um pleito que tem ouvido em seu mandato. Tutuca destacou que ouve relatos que muitas vezes a pessoa com deficiência visual se sente intimidada para acessar a biblioteca. “Principalmente pela ausência de acervo em Braille. A tecnologia está aí para acabar com esse tabu de uma vez”, apontou.

Tutuca ingressou com o projeto de lei no início deste mês. Ele agora passará pelas seguintes comissões: Constituição e Justiça, Pessoa com Deficiência, Cultura, e Orçamento, Finanças, Fiscalização Financeira e Controle.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !