PM é preso por suspeita de extorsão em Volta Redonda  

0

VOLTA REDONDA

Policiais do Grupamento de Apoio à Promotoria (GAP), com apoio de agentes do Serviço Reservado (P2) do 28° Batalhão de Polícia Militar (BPM), prenderam na noite de quarta-feira, 15, em Volta Redonda, um primeiro sargento da Polícia Militar, sob suspeita de extorsão. A informação é de que o PM, lotado no 28° BPM, teria extorquido R$1,5 mil de um homem que foi flagrado por ele com a documentação do carro apresentando irregularidades.

O flagrante ocorreu no bairro Vila Santa Cecília, em frente a uma loja de eletrodomésticos. O policial foi preso ainda de farda.

O homem, que estava com a documentação do carro irregular, teria informado que ao ser flagrado o policial teria exigido a ele o pagamento de R$1,5 mil para não ser levado para a 93ª Delegacia de Polícia (DP). O Ministério Público (MPRJ) protocolou a denúncia e em seguida o policial, que estava de serviço foi preso.

Foi apurado que um acerto foi feito entre o sargento e o homem que fez a denúncia depois de um acidente de trânsito. O denunciador teria batido no carro do PM e teria garantido que iria pagar os prejuízos. Sendo assim, os dois teriam marcado o encontro no dia do serviço do policial para o pagamento. Só que, conforme foi declarado por outro policial, o homem foi orientado a não pagar o conserto do veículo do PM e acabou procurando o Grupamento de Apoio à Promotoria para fazer a denúncia de suborno e revertendo o caso. A investigação sobre o caso, que foi registrado na 5ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DJPM), segue.

NOTA DO 28° BPM

Na tarde desta quinta-feira, 16, o Comando do 28° BPM, divulgou uma nota oficial sobre o caso. “O Comando do 28° BPM informa que na data de 15/07/2020, por volta de 19h, acompanhando apuração de denúncia apresentada por equipe do Grupo de Auxílio à  Promotoria (GAP) houve realmente a prisão em flagrante de um policial militar lotado nesta Unidade. Que a denúncia relatava possível  prática de crime de extorsão a ser praticada por suposto policial militar lotado no 28°BPM e  que os fatos foram apresentados e estão sendo apurados pela 5a DPJM com sede em Barra do Piraí.”