Mario Esteves é inocentado em julgamento do TRF

0

BARRA DO PIRAÍ

Em 2014 Mario Esteves, atual prefeito, era candidato a deputado estadual. Na véspera da eleição, foi preso no bairro Vila Suíça, na esquina de sua casa, acusado de ter usado uma suposta carteira falsa de vereador para tentar se safar de uma blitz da Polícia Federal, e ainda estar com R$ 200 mil em dinheiro em seu carro. Ontem, 20, por unanimidade o Tribunal Regional Federal (TRF-2) decidiu pela sua inocência.

A decisão foi tomada pelos cinco magistrados da corte. Nas redes sociais o prefeito barrense desabafou e lembrou o caso que ele sempre negou. “Passei o domingo das eleições (de 2014) num presídio, como se fosse criminoso. Não pude votar em mim, e o resultado foi totalmente influenciado pela situação, dado o estado de perplexidade da população frente aos fatos. Diziam que eu tinha dado carteirada falsa de vereador, que estava com R$ 200 mil no carro – tudo mentira e invenção das mesmas pessoas que sempre me perseguiram, sistematicamente, tentando prejudicar a todo custo a minha imagem. Mas a justiça foi feita”, comemorou, completando que não adiantaram mentiras nem as perseguições e que no final a verdade e a justiça sempre prevalecem.

Em tempo, o delegado que comandou a operação contra o agora prefeito, Elias Escobar, foi morto a tiros numa casa noturna em Florianópolis em 2017.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !