Lutador presta depoimento e nega acusações

0

TRÊS RIOS

O lutador de UFC, Alex Cowboy, esteve ontem na 108ª Delegacia de Polícia (DP) de Três Rios, onde negou as acusações de agressão contra a ex-companheira. Ele também negou ter colocado seu filho, um bebê de cinco meses, em sua motocicleta, durante o final de semana.

Ele esteve na sede policial acompanhado de um advogado, explicando que houve uma discussão pela guarda da criança, mas que não teve agressão. O fato teria acontecido na casa dos pais de Alex, no bairro Morada do Sol. Ele foi liberado após prestar depoimento, mais será indiciado pelos crimes de lesão corporal, injúria, ameaça e por ter colocado em risco a vida do filho.

Dois registros foram feitos no sábado, dia 25, contra o lutador. No primeiro caso, ele é suspeito de ter agredido a ex-companheira com socos. Ele, ainda segundo registro, teria saindo de motocicleta com o filho, de apenas cinco meses, fruto do relacionamento com a ex, e depois deixado o mesmo com sua irmã.

Ainda em outro registro, Alex teria se desentendido com o segurança de uma boate na cidade.

A assessoria do lutador não se manifestou sobre as ocorrências envolvendo o nome de Cowboy.

NO NATAL

Em 25 de dezembro de 2018, o nome do lutador também foi citado em outro registro na 108ª DP. Uma confusão ocorrida no Natal acabou deixando o lutador ferido, sendo ele atingido por estilhaços provocados por uma explosão de uma granada.

Na ocasião, Alex explicou que passava a noite natalina com a família e em determinado momento, saiu para abastecer o carro de sua mãe. No posto, ele presenciou uma confusão e viu que alguns parentes estavam no meio. Ao descer do veículo, Alex Cowboy foi atingido por estilhaços provocados por uma granada. Ele precisou ser encaminhado para uma unidade médica e passou por um pequeno procedimento cirúrgico.

Ele mesmo registrou a ocorrência e a Polícia Civil. Ninguém foi preso.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !