Helicóptero particular contratado em Angra termina em sequestro com destino a Bangu

0

RIO/SUL FLUMINENSE

Um helicóptero particular contratado em Angra dos Reis neste domingo, dia 19, com destino ao Rio de Janeiro, acabou sendo sequestrado e tinha como destino o Complexo Penitenciário de Gericó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Entretanto, o piloto, que é policial civil, desconfiou da ação. Ninguém foi preso.

Segundo a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO), o piloto Adonis Lopes, que também é piloto da Polícia Civil, desde 1988, disse que foi contratado para uma viagem, mas durante o voo foi rendido por dois homens armados, que ordenaram que ele fosse até o complexo penitenciário. Ele disse que já estava desconfiado dos tripulantes e logo percebeu que havia algo de errado.

O presídio fica ao lado do 14° Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Bangu, de onde foram registradas imagens, divulgadas em redes sociais, as quais parecem que o helicóptero está caindo. O piloto explicou que fez a manobra para simular uma queda e que também entrou, simultaneamente, em luta corporal com os criminosos. Vendo que o helicóptero iria cair, os bandidos pararam de lutar com o policial e ordenaram que ele voltasse a pilotar. A nave pousou em Niterói, onde os dois acabaram fugindo.

O caso será investigado.

NOTA DA POLÍCIA CIVIL

Em nota, a Polícia Civil explicou que dois passageiros contrataram um voo em Angra dos Reis pela manhã com retorno previsto para esta segunda-feira, dia 20. Mas, no final da tarde (de domingo), informaram que voltariam no mesmo dia, como o piloto que fez o voo não estava se sentindo bem, solicitou ajuda de outro colega. Após a decolagem o piloto que substituiu o que passou mal foi rendido e avisado que deveria ir para o presídio de Bangu.

“Durante o trajeto ele realizou uma manobra para pousar em um batalhão da Polícia Militar. Ao perceber a manobra, os marginais agarraram o piloto e o comando, que entrou em luta corporal com os criminosos. Após alguns segundos, percebendo que o helicóptero cairia, deixaram o piloto voltar a conduzir a aeronave. Os bandidos desistiram do plano e mandaram ele seguir para Niterói, onde pularam do helicóptero em uma área de mata que, em seguida, pousou no Grupamento de Aeromóvel da Polícia Militar de Niterói”, disse a nota, completando que buscas foram realizadas na região para localizar os criminosos e as investigações irão apurar as identidades dos mesmos.

A Secretaria de Administração Penitenciária disse que não ocorreu nenhuma interferência no local durante o final de semana por conta da ocorrência.

error: Conteúdo protegido !