‘Geleia’ é preso por suposto crime bárbaro cometido em 2016

0

PARATY

A Polícia Civil cumpriu na noite de quarta-feira, dia 17, por volta de 18 horas, mandado de prisão preventiva em desfavor de Luan Francisco da Silva Santos, vulgo “Geleia”, de 20 anos, pelo crime de homicídio consumado.

Segundo o delegado titular Uriel Alcantra informou ao A VOZ DA CIDADE, Luan foi identificado junto com outros dois coautores em inquérito policial que apurou a morte de uma mulher em dezembro de 2016, no bairro Ilha das Cobras, local dominado pela facção Comando Vermelho. “O fato teve repercussão na época pela crueldade na execução do crime, uma vez que a vítima sofreu oito disparos de arma de fogo, inclusive no rosto”, lembrou o delegado.

A prisão dos três autores foi decretada pela Comarca de Paraty, sendo Luan capturado por policiais civis da 167ª DP, na quadra da Ilha das Cobras, local conhecido como ponto de venda de drogas da comunidade, não resistindo a prisão.

Ainda segundo explicou o delegado, o segundo executor foi preso pela 167ª DP em agosto de 2017 durante operação contra o tráfico de drogas e já estava cumprindo pena. Contra ele também foi cumprido mandado de prisão preventiva. “E o mandante seria um dos donos do tráfico, chamado Marcel Cebola, que também já está cumprindo pena. Contra ele também foi cumprido mandado de prisão preventiva. Foram identificados três autores do homicídio, dois executores diretos e o mandante”, explicou Uriel.

“Luan está preso nesta distrital e será conduzido ao Sistema Prisional, possuindo no seu histórico passagens por tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico”, concluiu o doutor Uriel Alcantra.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !