Funcionários do Voltaço recebem intimações para prestar esclarecimentos

0

VOLTA REDONDA

A sede do Voltaço recebeu nesta terça-feira a visita de agentes da Delegacia de Defraudações do Rio de Janeiro, eles entregaram quatro intimações para funcionários do clube prestarem esclarecimentos no inquérito que investiga denúncias de irregularidades como: transações financeiras suspeitas e fortes indícios de fraude, no processo eleitoral do clube na atual gestão. Com exclusividade, o A VOZ DA CIDADE já tinha divulgado no último dia 29 que o presidente atual seria investigado por falsidade ideológica.

As denúncias foram feitas na Delegacia de Defraudações (DDEF) pelo vice-presidente Gabriel Tortutella e pelo Conselho Deliberativo do clube, representado pelo conselheiro Ildeu Alves.

O vice jurídico do clube, Flávio Horta Júnior, disse que se trata apenas de intimação de funcionários para depor no processo e que o Voltaço não recebeu nenhum mandado de busca e apreensão.

Em nota oficial, o Clube esclarece que não houve nenhuma busca e apreensão feita pela Polícia Civil em sua sede social na tarde desta terça-feira, dia 4.

O departamento jurídico tricolor repudia os rumores, maldosamente divulgados pela oposição, e destaca que já identificou os responsáveis e irá tomar as medidas judiciais cabíveis.

Por fim, o clube informa que, na verdade, a Polícia Civil esteve na sede com o intuito de entregar intimações judiciais aos funcionários Leonardo Leal, Flávia Cristina, Sandro Aparecido e Sabrina Maciel, para que eles prestem esclarecimentos no inquérito instaurado pela Delegacia de Defraudações.

ELEIÇÕES MANTIDAS

O desembargador Otávio Rodrigues, da 11ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, negou, ontem, o pedido do presidente do Conselho Deliberativo Wilton Arbex para que a Assembleia Geral fosse realizada apenas com a chapa encabeçada por Gabriel Torturella e com 22 candidatos ao Conselho Deliberativo, além de restringir o número de associados aptos a votarem no pleito. Com isso, está mantida a decisão do juiz André Aiex Baptista Martins, da 6° Vara Cível de Volta Redonda, que manteve a Assembleia Geral para o próximo sábado, dia 8 de dezembro, com as três chapas inscritas para concorrer a presidência administrativa; os 47 candidatos ao Conselho Deliberativo; os seis concorrentes ao Conselho Fiscal; e com a participação dos 222 sócios aptos a votarem.

Na breve decisão, o desembargador Otávio Rodrigues alegou que o magistrado André Aiex tem buscado solucionar a problemática dos autos.

Esta é a sexta derrota na justiça do grupo do presidente do Conselho Wilton Arbex, que já viu a Justiça anular as Assembleias marcadas para os dias 13 de novembro e sete e nove de dezembro. Além de considerar nulas as decisões de restrição de votos dos associados e de afastamento do presidente administrativo Flávio Horta, chegando a classificar a reunião do Conselho, realizada na semana passada e que afastou temporariamente o mandatário tricolor, como bisonha e que jamais viu, em todos os seus anos de magistrado, atitudes tão obtusas como as do grupo da oposição.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !