Escolas da rede estadual participam de Slam Sesc Interescolar

0

SUL FLUMINENSE

Nesta quarta e quinta-feira o Sesc RJ realiza o Slam Sesc Interescolar, uma competição de poesia que envolve alunos de sete escolas da rede estadual de ensino. Hoje o evento acontece em Barra do Piraí, e, na quinta-feira, em Valença.

Manifestação artística cada vez mais difundida entre os jovens, a poetry slam consiste em uma performance de poesia autoral, apresentada em um tempo limitado a três minutos. O público, como júri, pontua de 0 a 10 cada apresentação, caracterizada pela ausência de música e acessórios e pela atribuição de prêmios simbólicos no final. Não existem estilos ou temas adequados, mas sim várias linguagens possíveis, que variam com a diversidade dos participantes que fazem parte do movimento.

Nos dois dias, a disputa começa às 10 horas e é aberta ao público. Para incentivar os competidores, o Sesc RJ convidou slammers consagrados para participar do evento: Carol Dall Farra, Leticia Brito, Gênesis, Rejane, do Slam das Minas; Brenda Lima, do Coletivo Poetas Favelados; e Max Medeiros, do Tagarelas.

Hoje, em Barra do Piraí, a batalha de versos acontecerá no Colégio Estadual Nilo Peçanha, no bairro Campo Bom, com a participação de alunos dessa instituição e do Colégio Estadual Barão do Rio Bonito e do CIEP 287 Angelina Teixeira Netto. Já em Valença, o palco da competição será o Colégio Estadual José Fonseca, que receberá os slammers dos colégios estaduais Oswaldo Terra, Coronel Benjamin Guimarães e da escola Cia Monsenhor Tomas Tejerina de Prado.

Culminância

O Slam Sesc Interescolar é a culminância de um projeto do Sesc RJ que tem levado a poesia slamparas as salas de aula dos municípios. Ao longo de quatro meses a manifestação artística foi apresentada para professores e alunos por meio de intervenções poéticas e oficinas imersivas, onde os participantes apropriam-se do gênero discursivo de maneira integral: na escrita, na oralidade e no uso social. Tradicionalmente, slammers usam o gênero para dar vazão a críticas sociais e manifestar inquietudes a respeito da realidade que os cercam.

O projeto com as escolas estaduais é resultado de um termo de cooperação técnica assinado em julho deste ano entre a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), o Serviço Social do Comércio (Sesc/RJ) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/RJ). O documento permite a estas duas instituições promoverem oficinas artísticas, culturais e esportivas, palestras, cursos de qualificação profissional e atividades educativas sobre temas socioambientais em escolas públicas do Rio de Janeiro.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !