Codese apresenta propostas e objetivos da Câmara Técnica de Educação em Volta Redonda

0

 

Durante encontro, recente, na sede do Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio-VR), no bairro Aterrado, o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do município (Codese-VR), do qual a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-VR) faz parte, apresentou as propostas e objetivos da Câmara Técnica de Educação para todo o ano de 2018.

Com a participação de cerca de 50 pessoas, entre empresários, membros de entidades da região e população civil, o evento teve como finalidade atender às demandas da indústria, comércio e serviços da Região Sul Fluminense para que as empresas não tenham que procurar mão de obra em outros lugares. O coordenador da Câmara Técnica de Educação do Codese-VR, Márcio Lins, explicou que, ao mesmo tempo, tornar possível que os jovens encontrem colocação profissional e não sintam a necessidade de sair da região para construir uma carreira.

Ainda de acordo com o coordenador da Câmara Técnica, entre as principais metas da Câmara estão ampliar a empregabilidade em Volta Redonda e região, por meio da criação de novos nichos e avaliação dos atuais. Além disso, visa  aumentar também o potencial competitivo dos novos profissionais, com estímulos ao empreendedorismo e foco nas demandas atuais do mercado. Lins lembrou ainda que, um plano de ações está sendo elaborado pelos membros do grupo para ser colocado em prática ainda este ano.

Segundo declarou o presidente do Codese, Jerônimo dos Santos, a entidade está colaborando para preparar o futuro de Volta Redonda. Ressaltou ainda que, é por isso que estão sendo dedicados a abrir os caminhos para os jovens profissionais, porque cabe pensar o futuro, em parceria com o Poder Público, para garantir que a região cresça e que os jovens da cidade estejam bem colocados profissionalmente.

Vale lembrar que, a Câmara Técnica de Educação conta com a participação de representantes da Universidade Geraldo di Biase (UGB), Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), Centro Universitário de barr Mansa (UBM), Escola Técnica Pandiá Calógeras (ETPC) e Faculdade Sul Fluminense (FASF). O grupo tem ainda como objetivo estabelecer novas parcerias entre setor público e privado e promover a integração entre as entidades educacionais e potenciais empregadores. Além disso, a câmara acredita que a criação de um polo universitário na região beneficiaria tanto as instituições quanto os futuros profissionais.

 

 

 

Deixe um Comentário