Cluster Automotivo realiza painel sobre a Indústria 4.0 no Tech Day Indus Sul Fluminense, em Resende

0

SUL FLUMINENSE

O Cluster Automotivo do Sul Fluminense realiza nesta quinta-feira, 25, o segundo e último dia do I Tech Day Indus Sul Fluminense, evento em parceria com a Firjan e o Sebrae Rio, na sede da Firjan Senai Resende, no Jardim Jalisco. O encontro tem como objetivo identificar fornecedores de tecnologia e startups de todo o país para apresentarem soluções a partir das necessidades da indústria de manufatura da região. A abertura ocorreu nesta quarta-feira, 24, com o presidente do Cluster Automotivo, Mauro Barroso, o presidente regional da Firjan, Antônio Carlos Vilela, e o diretor do Sebrae Rio, Evandro Peçanha Alves. Entre os temas abordados estavam as vantagens tributárias para investimentos no Rio de Janeiro, Rodadas de Negócios e de Conversa e Pitch com Startups.

A programação segue hoje, com abertura das atividades às 8 horas e logo depois, às 8h30min, palestra ‘Inovação, Digitalização, Conectividade e Futuro do Transporte Logístico’, com Joélcio de Melo Silveira, vice-presidente de serviços digitais da marca Rio, do Grupo Traton. Em seguida, às 14 horas, ocorre o painel ‘Indústria 4.0’, com David Carvalho, pesquisador de Tecnologia e Inovação da Firjan.

TECNOLOGIA

Um dos temas mais abordados mundialmente no setor, a Indústria 4.0, é considerada como a nova revolução industrial, marcada pelo conjunto de mudanças nos processos de manufatura, design, produto, operações e sistemas relacionados à produção, aumentando o valor na cadeia organizacional e em todo o ciclo de vida do produto.

O termo 4.0, segundo a Firjan, deriva da quarta versão onde os mundos virtuais e físicos se fundem através da internet. Em outras palavras, tudo dentro e ao redor de uma planta operacional (fornecedores, distribuidores, unidades fabris, e até o produto) são conectados digitalmente, proporcionando uma cadeia de valor altamente integrada.

A expectativa dos gestores industriais é que na próxima década ocorra através da Indústria 4.0 a descentralização, uso de tecnologia de sensores, interconectividade e análise de dados que permitirão a fusão dos mundos reais e virtuais na produção de uma indústria. Segundo consenso de especialistas, a indústria nacional ainda se encontra em grande parte na transição do que seria a Indústria 2.0 (caracterizada pela utilização de linhas de montagem e energia elétrica) para a Indústria 3.0 (que aplica automação através da eletrônica, robótica e programação).

ECOSSISTEMA STARTUP

Na sequência da programação do I Tech Day Indus Sul Fluminense ocorre às 15 horas, a palestra ‘A gente vive para transformar – Estratégia para o desenvolvimento do ecossistema de startups’, com Carlos Magno Lucas do Nascimento, gerente Geral de Negócios da Firjan. A última atividade começa às 16 horas, com a palestra ‘Ergonomia – Liderança e eSocial’, com Cleiciane de Medeiros, ergonomista da Auto Power. O encerramento é às 18 horas.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !