Black Friday mobiliza vendas no varejo e e-commerce

0

SUL FLUMINENSE

A tão esperada sexta-feira de liquidações e promoções no comércio com descontos de até 70% acontece neste dia 29. O evento que já contagiou o setor varejista e e-commerce brasileiro deve lotar lojas físicas e congestionar a internet até domingo, afinal, as principais redes varejistas estendem seus descontos no fim de semana.

Nos centros comerciais, a Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop) projeta crescimento nas vendas de 18% em relação ao ano passado, e o varejo espera um faturamento acima de R$ 3 bilhões. Recursos extras ao trabalhador como valores do Saque Imediato do FGTS, PIS/Pasep e 13º salário influenciam a expectativa de bons negócios. Segundo o levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises, 63,4% dos fluminenses pretendem aproveitar as ofertas da data para realizar compras, isso é o equivalente a 8,1 milhões de pessoas em todo o estado do Rio de Janeiro.

A pesquisa revelou que os consumidores pretendem gastar cerca de R$ 557,22, em média. A estimativa é que a Black Friday movimente cerca de R$ 4,5 bilhões na economia fluminense. Entre as opções preferidas estão: eletrônicos (58%), itens do vestuário, calçados e acessórios (40,7%), eletrodomésticos (36,3%), artigos de uso pessoal e doméstico (32,5%) e livros e artigos de papelaria (20,8%).

Expectativas de lojas lotadas, filas e muita procura por descontos até domingo

Em menor proporção aparecem itens de alimentação (12,3%), pacotes de viagem (8,8%) e itens de material de construção (4,7%). Dentre os que utilizarão a data, 53,9% pretendem comprar mais de uma categoria de produto ou serviço. Por outro lado, se a oferta não for satisfatória não haverá negociação para parte de consumidores durante a Black Friday. Pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que quatro em cada dez brasileiros (39%) só pretendem adquirir algum produto se as ofertas realmente valerem a pena. E nove em cada dez (91%) entrevistados planejam pesquisar preços antes de adquirir algum item.

Na região, o comércio está otimista. “Vamos abrir às 8 horas e tentar manter até quando houver cliente interessado. Teremos calçados para homens, crianças e mulheres, com preços promocionais. Acredito que as vendas subam uns 10% perante a edição do ano passado. Só a chuva não pode atrapalhar”, conta o gerente Peterson Diniz, em Resende. Nas grandes redes varejistas os gerentes esperam movimento tanto pelas vendas físicas quanto pelo site das empresas. Tem sido cada vez mais comum o sistema de compra on-line e retirada em loja física. “O site vai trazer bastante promoção, mercadorias com descontos. TVs de LED, 4K; smartphones. Os descontos variam de 40% a 70%. O que não tivermos na loja indicamos o cliente pesquisar no site ver a disponibilidade de retirar posteriormente, na loja”, explica Samuel Dias, de Volta Redonda.

Os smartphones lideram as intenções de consumo durante a Black Friday

PLANTÃO NA MADRUGADA

Para tentar garantir os melhores produtos e descontos, devem ocorrer novamente nas lojas da região filas de clientes diante das lojas físicas. E mesmo quem não se aventure nas ruas, o plantão será pela internet. “Quero um celular novo e talvez ter um novo notebook. Vou olhar sites durante todo o dia, desde a madrugada. Acho o site mais fácil de comprar”, opina o universitário Gláucio Fernandes.

DICAS DE SEGURANÇA

Durante a Black Friday, o consumidor deve ficar atento às ofertas surreais ou com descontos fantasiosos. A pesquisa antes do evento ajuda a constatar se o produto desejado, de fato, sofreu redução significativa. É importante registrar com fotos ou print as propagandas e anúncios de preços. Neste contexto, o cliente virtual também deve analisar o ambiente em que navega fazendo sua compra. Na hora de finalizar, é preciso comprovar que o valor indicado representa o preço anunciado. Sobre o preço de frete, caso seja elevado, pesquise o item desejado em outros sites como orientação.

As vendas pela internet são as mais destacadas durante a Black Friday – Foto: Divulgação

Pesquisa a política de troca de produtos adotado pela empresa, afinal, pode ocorrer o envio de uma mercadoria diferente da comprada. Sobre o envio e valor de frete, é fundamental obter o prazo limite de entrega. Há relatos de casos, por exemplo, de quem comprou um item para presente de Natal, mas recebeu a mercadoria posteriormente à data festiva. “Essas informações são muito úteis, mas a principal delas é resguardar os dados pessoais. O ambiente virtual está repleto de hackers e pessoas maldosas. Utilize sites de confiança e evite ambientes de rede pública”, orienta o advogado Joaquim Almeida.