Volta Redonda retorna com flexibilizações do comércio nesta quinta-feira

0

VOLTA REDONDA

Após a suspensão das medidas flexibilização da quarentena durante uma semana, Volta Redonda retornará com as atividades econômicas nesta quinta-feira, dia 28. A reabertura dos estabelecimentos será possível porque o eixo que estabelece um limite de 5% de novos casos suspeitos por dia voltou a cair. Sendo assim, a cidade está dentro do acordo estabelecido com a Justiça e o Ministério Público (MP) para manter os estabelecimentos funcionando. A última atualização de casos suspeitos notificados em 24 horas foi de 4.85%.

Segundo o prefeito Samuca Silva, na última segunda-feira, dia 25, foi apresentado ao MP uma readequação das propostas de flexibilização. Um dos pontos destacados pelo chefe do executivo, é o Hospital Santa Margarida como nova referência para a Covid-19, além do Hospital de Campanha. “Queremos retirar as UTIs de coronavírus dos Hospitais São João Batista e Retiro, e transferir para o Santa Margarida para que possamos liberar as cirurgias eletivas”, informou.

A medida de flexibilização seguirá no mesmo modelo que estava sendo feito antes da suspensão. Fica permitido o funcionamento dos seguintes seguimentos: Salões, barbearias e clínicas de estética, de 10 as 16; feira livre de gêneros alimentícios, de segunda a sexta-feira de 6 às 14 horas; bares, restaurantes e lanchonetes com 30% da capacidade de 10 às 19 horas; Serviço de escritório, administrativo e lojas de carro, de 10 às 19 horas. comércio varejista de 14 às 22 horas; e os shoppings de 12 às 20 horas.

Sobre a flexibilização de demais setores como igrejas, academias e escolas, entre outros, previsto para acontecer dia 10 de junho, ainda depende de uma resposta do Ministério Público, que deve acontecer na próxima sexta-feira.

CASOS DE COVID-19 NO MUNICÍPIO

Segundo a atualização da prefeitura feita nessa quarta-feira, dia 27, o município possui 877 casos confirmados de coronavírus, sendo 753 considerados curados. O número de mortes subiu para 31, sendo a nova vítima uma mulher de 52 anos que era hipertensa. Já os casos suspeitos chegaram a 2.418, tendo um aumento de 4.85% de terça para quarta-feira.

Eixos estabelecidos

Os eixos de monitoramento do município são: o número de casos suspeitos não poderá aumentar em 5% por dois dias seguidos; A ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50%. A ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60%; O grupo de risco permanecer em isolamento social; Uso de máscara obrigatório nas ruas; Além de manter a proibição de qualquer tipo de aglomeração.

Regras de funcionamento dos estabelecimentos

Para o comércio em geral, as regras são as seguintes: atendimento exclusivo para a idosos das 14 às 15 horas; uso obrigatório de máscaras nas ruas e nos estabelecimentos comerciais; disponibilização de álcool 70% ou lavatório para as mãos com água e sabão; respeito ao distanciamento social de 2,5 metros; um cliente na loja para cada 10 metros quadrados.

No interior de shoppings, além das regras já citadas anteriormente, o funcionamento seguira os seguintes critérios: não é permitida a entrada de pessoas a partir dos 60 anos e crianças menores de cinco anos; nas áreas de alimentação, será preciso ter mesa intercaladas, permitindo apenas 30% de ocupação da capacidade, sem self-service; aferição de temperatura; tempo máximo de permanência no estacionamento é de 1h30min por cliente. O desrespeito ao tempo será passível de multa, com a cobrança de 10 vezes mais do valor da tarifa.

Em bares e restaurantes, além das medidas obrigatórias de higienização, máscaras e distanciamento, as mesas devem intercalar, com no mínimo 1,5 metro entre uma e outras; permitido apenas 30% de ocupação da capacidade total do estabelecimento e não é permitido o serviço de self-service.

error: Conteúdo protegido !