Volta Redonda registra 12ª morte por coronavírus

0

VOLTA REDONDA

Mais uma morte foi registrada em Volta Redonda. Uma mulher de 60 anos, que faleceu ontem. São agora 12 óbitos na cidade, sendo cinco ainda em investigação. A informação foi dada pelo prefeito Samuca Silva durante sua live na internet nesta quinta-feira. O número de casos confirmados passou para 463. Ontem eram 395. Já os casos suspeitos passaram de 1.203 para 1.250. São agora 214 pessoas curadas. Setenta e sete pessoas estão internadas na cidade.
Segundo dados apresentados, o percentual de casos suspeitos que estava crescendo há dois dias, diminuiu e chegou a 3,90% – a meta é 5% a cada dois dias. Diariamente será preciso analisar os eixos apresentados. Os outros técnicos são ocupação de 50% dos leitos de UTIs, atualmente está em 16%, e ocupação em até 60% dos leitos do Hospital de Campanha, hoje em 8%. Os demais eixos são uso de máscaras nas ruas e estabelecimentos, isolamento para idosos e sem aglomerações.
Samuca Silva falou de datas para abertura gradual das atividades na cidade, a partir do dia 4, passando pelo dia 11 e 18 de maio. A Justiça aceitou na noite de quarta-feira o acordo firmado entre a prefeitura e Ministério Público.
Abrirão a partir do dia 4, segunda-feira, serviços de escritório, apoio administrativo e outros serviços prestados; atividades profissionais, científicas e técnicas; atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados; informação e comunicação; comércio e reparação de veículos automotores; alojamento; comércio por atacado, bares e restaurantes com 30% da capacidade, além de salão de beleza, barbearias esmalteria e clínica de estética com agendamento. A feira livre também pode acontecer de segunda a sexta-feira, das 6 às 14 horas, apenas com barracas de gêneros alimentícios.
A partir do dia 11 poderá funcionar o comércio varejista das 14 às 22 horas, para evitar, segundo o prefeito, o fluxo de pessoas pela manhã nesse setor. Além disso, será necessário toda a higienização e o uso de máscaras nos estabelecimentos. Já os shoppings poderão funcionar a partir do dia 18 de maio, com restrições de 30% nas praças de alimentação e nos estacionamentos, sem funcionamento de cinemas e brinquedos para crianças.
“São regras dialogadas com o Ministério Público para que possamos, acompanhando as metas de atendimento da rede, dar uma flexibilizada, protegendo o idoso e grupo de risco para que não sejam contaminados com o vírus e, se forem, tenham suporte na nossa rede. Lembrando que se as metas não forem atingidas, teremos que voltar ao isolamento”, disse Samuca Silva.
Continua em Volta Redonda a suspensão do passe livre, serão proibidos os embarques em determinados pontos de ônibus, assim como cultos de qualquer religião e academias. O prefeito se reuniu nesta quinta-feira com líderes religiosos, mas nesse primeiro momento não há liberação por conta da aglomeração. Quando o comércio for liberado, a partir do dia 11, o idoso acima de 60 anos terá um horário exclusivo para atendimento, das 14 às 15 horas. Empresas de ônibus deverão se responsabilizar sobre o uso de máscaras pelas pessoas no interior dos veículos.

error: Conteúdo protegido !