Volta Redonda realiza ação educativa pela Semana Nacional de Trânsito

0

VOLTA REDONDA

Os motoristas que passaram pela rotatória da Praça Brasil, na Vila Santa Cecília, na manhã desta quinta-feira, dia 24, tiveram uma aula prática sobre educação no trânsito. Cadeiras de rodas foram estacionadas em vagas para carros com objetivo de chamar atenção sobre a obrigação de deixar os espaços demarcados para pessoas com deficiência e idosos, exclusivamente, para este público. A campanha educativa ‘Essa vaga não é sua nem por um minuto’ faz parte das ações pela Semana Nacional de Trânsito da Prefeitura de Volta Redonda, realizadas pela Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU) com apoio da Guarda Municipal.

Durante toda manhã, funcionários da secretaria e guardas municipais conversaram com motoristas e pedestres. “É obrigação de todo motorista respeitar a demarcação das vagas exclusivas para deficientes e idosos. Os espaços ficam em locais estratégicos, perto de rampas para cadeirantes, e facilitam o acesso das pessoas com mobilidade reduzida”, disse o subsecretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Igor Azevedo.

Ele acrescentou que, para utilizar as vagas exclusivas, os veículos devem estar identificados de acordo com a legislação vigente. “Nas vagas do VR Parking, o veículo do deficiente ou idoso pode permanecer por três horas estacionado. Mas a Lei Municipal 5.721 de agosto de 2020 garante ao deficiente e ao idoso estacionamento gratuito, com identificação no veículo, por duas horas em qualquer vaga de estacionamento em via pública, mesmo dentro das áreas demarcadas pelo estacionamento rotativo”, avisou Igor.

É importante lembrar que o uso indevido das vagas de estacionamento exclusivo é infração gravíssima de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), prevê multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O veículo também pode ser removido para o depósito municipal.

O funcionário da STMU Thiago Lopes da Silva, que é cadeirante, participou da ação e destacou outra atitude que deve ser evitada pelos motoristas. “Parar o carro impedindo o acesso do cadeirante às rampas de acessibilidade causa muito transtorno. É nossa única opção para subir ou descer o meio-fio com segurança”, lembrou, acrescentando que a Semana Nacional do Trânsito também deve chamar atenção para acessibilidade no transporte público. “O elevador para cadeiras de rodas, com a manutenção em dia, é fundamental”, destacou.

O aposentado Quirino de Almeida, que mora na Vila Mury, foi à Vila Santa Cecília para uma consulta médica e a ação na Praça Brasil chamou atenção. “Acho muito importante fazer o motorista ter a exata sensação de ser lesado. Pois alguém está ocupando a vaga de estacionamento dele de forma errada. Isso faz pensar. Eu mesmo já me peguei parando em vaga de deficiente com a desculpa de ser só um minuto. Esse movimento me fez parar para pensar”, disse.

MAIS AÇÕES

Por conta da pandemia pela Covid-19, as ações pela Semana Nacional do Trânsito, comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, foram adaptadas para o meio virtual. Vídeos educativos foram elaborados e são postados diariamente na página do Facebook da STMU. Inspirados no tema nacional para 2020, “Perceba o risco, proteja a vida”, os vídeos abordaram o Código de Trânsito Brasileiro com a participação da Guarda Municipal; o papel da STMU para garantir a mobilidade urbana em Volta Redonda; e o lugar do ciclista no trânsito. Nesta quinta-feira, dia 24, a postagem é um bate papo que une os três temas anteriores e, na sexta-feira, dia 25, para encerrar a programação, o vídeo mostra a experiência de uma pessoa que adquiriu deficiência após um acidente de trânsito.

error: Conteúdo protegido !