Volta Redonda contabiliza 44 casos confirmados do coronavírus, 321 suspeitos e uma morte

0

VOLTA REDONDA

O prefeito Samuca Silva, informou na tarde desta quarta-feira, 1º de abril, que a cidade já conta com 44 casos confirmados do coronavírus (Covid-19). São mais quatro homens, um de 20 anos, um de 42 e dois de 55, além de duas mulheres, de 29 e 31 anos. Até terça-feira, 31, eram 38 casos confirmados, entre eles o de uma criança de cinco anos, que está em isolamento domiciliar e sendo acompanhada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a exemplo dos outros infectados.

Ainda de acordo com o prefeito, até ontem eram somados 95 casos negativos e 321 suspeitos. A média de idade dos infectados, ainda segundo Samuca, é de 47 anos. Na atualização do úmero, em live pelo Facebook,  ele fez questão de lembrar que o isolamento social tem colaborado para que o número de infectado não seja tão grande. Por isso, continua pedindo que,

quem puder para ficar em casa. “Evitando as aglomerações e tomando outros cuidados, como a higienização das mãos, os casos, com certeza não irão avançar. Não fossem as nossas medidas, o quadro seria bem pior”, destacou prefeito.

OUTRAS QUESTÕES

Durante a divulgação dos números, Samuca Silva, falou sobre outras questões. Disse que, como a faixa etária dos infectados na cidade que é de 47 anos. Explicou sobre o déficit que há na entrega dos resultados dos exames pela Secretaria Estadual de Saúde. “Os números gerais do Estado do Rio não conferem com os atuais de Volta Redonda, mas asseguro que quando a prefeitura recebe os dados são repassados imediatamente à população nas lives, que acontecem agora um dia sim, um dia não. Esse déficit acontece também e outras cidades e na Capital”, disse o prefeito Samuca.

Falou ainda sobre a montagem do Hospital de Campanha, no Estádio Raulino de Oliveira com 114 leitos. O objetivo, e acordo com ele, é atender aos casos do Covid-19. “A parte física do hospital já está pronta e os demais equipamentos irão chegar na próxima semana para atendimentos aos pacientes. Isso se houver necessidade”, informou o secretário Municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, que acompanhou o prefeito na live para a divulgação dos novos casos, lembrando que os atendimentos graves serão encaminhados aos hospitais Munir Rafful (HMMR), no Retiro, São João Batista (HSJB), do Idoso e Santa Margarida. Todos com alas especiais de atendimento com UTI.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !