Vítimas de acidente de lancha em Angra recebem alta em São José

0

ANGRA DOS REIS

Camila Martinez Précoma, de 30, e Natacha de Oliveira Soares, de 27 anos, vítimas de um acidente de lancha na Lagoa Azul, Ilha Grande, na última sexta-feira, dia 30, receberam alta ontem do Hospital Municipal da Vila Industrial, em São José dos Campos, em São Paulo. Elas estavam internadas no Hospital Geral da Japuíba após a tragédia, que terminou com dois óbitos, e foram transferidas para a unidade médica no domingo, dia 1°.

Natacha sofreu uma amputação do quinto dedo (mindinho) do pé direito, graves lesões com laceração, fratura exposta de ossos do pé e lesões vasculares. Camila também teve o quinto dedo (mindinho) do pé direito amputado, também teve fraturas e lesões vasculares. O pé esquerdo também sofreu laceração, com fraturas expostas e ruptura do tendão de Aquiles.

As vítimas eram turistas e mergulhavam na localidade quando foram atingidas pelo veículo. Alexandre da Silva Leite, de 43 anos, morreu na hora, e Walquíria de Almeida Barros, de 29, chegou a ser encaminhada para o Hospital da Japuiba, mas não resistiu.  O marinheiro, que não teve a identidade divulgada pela polícia, pagou fiança e responderá em liberdade pelo duplo homicídio culposo e duas lesões corporais culposas – quando não há intenção de matar.

A Marinha do Brasil instaurou inquérito para apurar as causas do acidente, que segue acompanhado pela Capitânia dos Portos e pela 166ª Delegacia de Polícia. Durante a semana, o delegado titular da 166ª DP, informou ao A VOZ DA CIDADE que a lancha passou por uma vistoria na segunda-feira, dia 2, e que informações preliminares dão conta de que o veículo não apresentava defeitos técnicos, conforme dito pelo condutor. “Foi realizada a perícia e o laudo ainda será confeccionado, mas os peritos já disseram, informalmente, que não havia qualquer defeito na lancha. As manetes estavam em perfeito estado”, contou Bruno, dizendo que a partir daí, tendo que aguardar a confecção do documento que ainda não tem prazo para ficar pronto, os envolvidos serão chamados novamente e prestarão novos depoimentos.

error: Conteúdo protegido !