Victor Tuttman  deixa a DP de Volta Redonda e assume a 100ª DP de Porto Real

0

VOLTA REDONDA

À frente da 93ª Delegacia de Polícia (DP) de Volta Redonda desde o dia 8 de junho deste ano, depois de deixar a delegacia de Campos Elíseos, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, o delegado Victor Tuttman será transferido para a 100ª DP de Porto Real. Consta também no boletim interno da Polícia Civil de quinta-feira, dia 17, que o titular da 100ª DP, delegado Sérgio Elias Santana Junior, irá assumir a 122ª DP de Conceição de Macabu.

O boletim interno da Polícia Civil não informa o nome do delegado que irá assumir a 93ª DP de Volta Redonda, que tem como adjunto o delegado Rodolfo Atala. Vale lembrar que essa foi a primeira roca de delegado determinada na Região Sul Fluminense depois o delegado Allan Turnowski assumiu a Secretaria de Estado de Polícia Civil, por indicação do governador em exercício, Claudio Castro.

Victor Tuttman falou nesta manhã com o A VOZ DA CIDADE sobre a publicação de sua transferência. “Permaneci apenas 100 dias à frente da delegacia de Volta Redonda, mas, felizmente, conseguimos, nesse curto espaço de tempo elevar substancialmente a produtividade investigativa e operacional, realizando 50 prisões, apreensão de armas, dentre elas dois fuzis, aproximadamente 200kg de drogas. Deixamos as duas lideranças das duas maiores facções que atuam em Volta Redonda com mandados de prisão. Tudo isso com a perda de dois delegados e quatro policiais em relação às administrações anteriores, o que significa uma redução de 20% do efetivo total. Ademais, conseguimos resolver uma demanda histórica em relações aos veículos parqueados na 93ª DP, periciando e retirando da unidade 60 motocicletas e 50 automóveis”, destacou o delegado.

MUDANÇAS

Vale lembrar que o novo secretário, desde que assumiu, realizou mudanças no departamento e nomeou novos nomes para assumir os cargos, como publicado, na noite da última terça-feira, no Boletim da Polícia Civil. O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, trocou o comando da Secretaria de Polícia civil na segunda-feira.

Uma das mudanças foi que o delegado Antônio Ricardo Nunes, chefe do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHGPP), responsável pela investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes deixou o cargo. Antônio foi deslocado para o Departamento Geral de Gestão de Pessoas (DGGP). Nunes será substituído pelo delegado Roberto Cardoso, até então lotado na 27ª DP (Vicente de Carvalho), na Zona Norte.

O delegado Giniton Lages, que estava lotado na 16ª DP da Barra da Tijuca, assumiu o departamento de Polícia Civil na Baixada Fluminense. O subsecretário operacional da Polícia Civil, Felipe Curi, assumiu o Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE).

A delegada Valéria Aragão, até então na 12ª DP (Copacabana) assumiu a Subsecretaria de Gestão Administrativa. Já o delegado Antenor Lopes, que atuava na 14ª DP Leblon agora assumiu o Departamento Geral de Polícia da Capital.

Flávio Porto, da Delegacia Fazendária, agora assumiu o Departamento de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro.

Allan Turnowski assumiu o comando da Polícia Civil no lugar do delegado Flávio Brito. O novo secretário está na corporação desde o concurso de 1997. Ele já foi chefe de Polícia Civil entre 2009 e 2011. Até então, era o diretor-geral de Polícia da Capital.

 

 

error: Conteúdo protegido !