Vereadores jovens apresentam ao prefeito de Barra Mansa indicações elaboradas durante projeto

0

BARRA MANSA

Um dos últimos momentos deste ano do Projeto Câmara Jovem foi realizado nesta quinta-feira, 7. Os vereadores jovens foram recebidos pelo prefeito Rodrigo Drable (DEM), em seu gabinete. Os estudantes, que foram eleitos neste ano para integrarem o projeto, entregaram ao Chefe do Executivo as indicações aprovadas na última sessão, realizada em setembro. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecerem o funcionamento da prefeitura. O encerramento desta edição está previsto para o final deste mês, com uma sessão solene na câmara. Integram o Câmara Jovem 19 estudantes da rede pública municipal.

Estiveram presentes o vereador Wellington Pires (PP), autor da lei que instituiu a Câmara Jovem, a vice-prefeita Fátima Lima, pais e diretores de escolas. O vereador iniciou a conversa, relembrando que os jovens já passaram por todas as etapas do projeto como capacitação, elaboração e votação das propostas. “Tivemos até sessão itinerante na Fazenda da Posse, local que muitos ainda não conheciam, e palestra sobre a história de Barra Mansa pela Fundação de Cultura”, enfatizou. A vice-prefeita elogiou a iniciativa e contou que era secretária de Educação quando Wellington era Prefeito Mirim. “Hoje tenho orgulho de ver que se tornou um vereador de destaque”, afirmou Fátima.

A entrega das propostas dos jovens vereadores foi feita pela presidente Marcela Nunes. Rodrigo Drable as analisou e afirmou que os alunos estão demonstrando que querem avançar, buscando alternativas que possibilitem melhores perspectivas de futuro. Também falou acerca de direitos e deveres, regras de convívio em sociedade e requalificação da cidade, se referindo a capacitação da mão de obra. “Estamos negociando a instalação de dois grandes empreendimentos no município. Simultaneamente, já estamos negociando com as entidades a qualificação dos nossos trabalhadores para que as vagas sejam preenchidas pelos barra-mansenses”, disse, falando ainda sobre a importância dos direitos e deveres. O prefeito citou um projeto realizado na cidade que tem pouca participação popular, que é a Fábrica de Óculos, voltada para alunos que necessitam e não têm condições de comprar. “Abrimos 150 vagas de consultas oftalmológicas e só foram 17 crianças”, alertou.

PROPOSTAS APRESENTADAS

As solicitações foram bastante diversificadas, abrangendo desde palestras sobre a preservação ambiental e de prevenção às drogas até a formalização de convênios com estabelecimentos visando o ensino avançado de informática. O prefeito analisou cada uma e ouviu a defesa de alguns vereadores jovens como o Otávio Amorim, que defendeu a indicação de um ônibus gratuito para os estudantes que quiserem participar dos Jogos Escolares de Barra Mansa (Jebam), visto que muitos não têm condições financeiras para acompanhar a competição. Segundo o prefeito, este é um problema fácil de ser solucionado. Ele já adiantou que tomará providências para o próximo ano.

O prefeito ainda foi atento ao explicar o motivo pelo qual algumas propostas não poderiam ser implementadas, como é o caso do pedido apresentado pelo jovem Francisco Lukas. Ele solicitou a implantação de postos de saúde em bairros que ainda não possuem. O prefeito explicou que a construção de novas unidades segue critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde e que é preciso uma demanda de atendimento de quatro mil pessoas, por exemplo.

Ideias foram elogiadas pelo prefeito, como o projeto Morador Consciente elaborado pela vereadora jovem Bianca Conceição, que prevê a realização do Saae de uma gincana entre os bairros para que os moradores auxiliem na manutenção da limpeza e, em contrapartida, a autarquia viabilize uma forma de premiar coletivamente as comunidades que obtiverem o melhor desempenho. Drable disse que pensará em como tornar a medida realidade.

Neste ano, um projeto de lei foi escolhido para representar o projeto. Trata-se do que torna obrigatória a inclusão da história de Barra Mansa e de um circuito cultural na disciplina de História, ministrada na rede municipal de educação. A ideia é da jovem Mila Sol Camargo.

SANCIONADO

E um projeto de lei fruto do Câmara Jovem já é realidade. É o que foi o apresentado no ano passado pela então vereadora jovem Letícia Almeida, que representou o Colégio Municipal Doutor Elvino Ferreira, no bairro Vila Ursulino. Ele foi sancionado pelo prefeito e está em vigor. Foi criado o Humanize-se nas escolas da rede pública, com o objetivo de incentivar debates sobre questões sociais, culturais, econômicas e outros temas pertinentes para despertar o censo crítico dos alunos.

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !