Vereadores de Volta Redonda aprovam 200 emendas a LDO de 2022

0

VOLTA REDONDA

A Câmara de Volta Redonda analisou na terça-feira, 15, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). E emendas, num total de 200, foram apresentadas pelos vereadores. Um deles que fez a divulgação foi do vereador Walmir Vitor (PT). Das aprovadas, 70 são de sua autoria. A LDO é um dos documentos que compõem o planejamento e a gestão do orçamento público. Juntamente com a Lei Orçamentária Anual (LOA) e com o Plano Plurianual (PPA), está prevista na Constituição Federal e na Lei Orgânica do Município. É a LDO que ajuda a definir o que o município vai receber de recursos, de onde, e em quais áreas é mais importante investir no ano seguinte. A partir dela, é desenvolvida a Lei Orçamentária Anual, que deve ser entregue ao Legislativo pela prefeitura.

Entre as emendas de Walmir Vitor estão reforma de escolas, de complexos esportivos, creches, praças e postos de saúde de diversos bairros. “Sei que existe muito onde melhorar em toda a cidade. Essas emendas vão beneficiar os principais setores como a Educação, Saúde e Esporte. Tenho certeza de que fizemos as indicações corretas e, por conta disso, foi aprovada por todos nessa votação”, comemorou Walmir.
Outro vereador que elaborou as emendas foi Renan Cury (Solidariedade). Ao todo foram quatro, no valor de R$ 700 mil. Todas voltadas para a saúde.  Cury lembrou ainda que, com a ampliação de leitos no Hospital Municipal Munir Rafful (HMMR), no Retiro, e o aumento no fluxo de pacientes, direcionou a aquisição de ambulância para atender a unidade, assim como um carro para a Saúde. “Também buscamos a aquisição de um retinógrafo com angiofluresceinografia. Esse exame tem sido feito fora do município e auxilia na identificação e no diagnóstico de lesões ou anomalias na retina, sendo indicado para pacientes com retinopatia diabética, oclusões vasculares retinianas, alterações na retina por hipertensão arterial, alterações da mácula, tumores oculares e trombose”, contou  vereador.

SAÚDE

Renan Cury lembrou que tem acompanhado de perto as melhorias e os problemas na área da Saúde de Volta Redonda. De acordo ele, o maior problema no momento continua sendo a falta de médicos, que deve ser solucionada.

O vereador, que diz acompanhar também a vacinação contra Covid-19 e cobrado agilidade desde o início da campanha nacional, lembrou das dificuldades encontradas no início do ano, com os salários dos funcionários atrasados. “No mês de janeiro, estive junto com o prefeito Antonio Francisco Neto (DEM) e o deputado Federal Dr. Luizinho (PP), conversando com o governador Cláudio Castro (PL) sobre a situação delicada do município. Saímos da reunião com R$ 50 milhões para a Saúde, que possibilitaram quitar os salários dos funcionários e fazer o pagamento em dia. O Dr. Luizinho foi fundamental nessa conversa e agradeço ao governador pelo carinho com que tem tratado Volta Redonda”, concluiu Renan.

 

error: Conteúdo protegido !