Vereador vai debater mercado de trabalho para pessoas a partir de 50 na Câmara de Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

“A inserção dos ‘maturis’, pessoas a partir de 50 anos, no mercado de trabalho”. Esse será o tema da Audiência Pública a ser realizada na próxima quarta-feira, 27, na Câmara de Vereadores de Volta Redonda. Será das 14 às 17 horas. A solicitação para a realização do evento foi feita através de um requerimento de autoria do vereador Granato.

Segundo justificativa do vereador, a audiência atende a um pedido das representantes do grupo De Repente 50, Aylane Rodrigues e Verônica Maranhão, profissionais de Recursos Humanos. Elas procuraram o vereador solicitando apoio para colocar este tema em foco. Granato disse que a audiência é aberta a todas as pessoas interessadas em participar, principalmente as pessoas a partir de 50 anos, representantes de empresas, profissionais de Recursos Humanos, diretorias de sindicatos e todos que queiram contribuir e debater o tema.

INTERESSADO EM APOIAR A INICIATIVA

O vereador lembrou que quando foi procurado pelo grupo De Repente 50, ficou muito interessado em dar todo o apoio à iniciativa. Frisou ainda que, com a Reforma da Previdência Social, as pessoas terão que ter mais tempo de contribuições antes de se aposentarem e, consequentemente, terão que trabalhar por um período maior. “Se essas pessoas são excluídas do mercado de trabalho devido as suas idades, como irão se aposentar”? Questionou o vereador, que junto com o grupo pretende elaborar um projeto de lei de iniciativa popular para ser apresentado à Câmara dos Deputados e garantir proteção a esta parcela dos trabalhadores em todo o território nacional.

Verônica destacou que o programa De Repente 50 nasceu de sua vontade e de Aylane em contribuir com uma população que não se sente incluída em uma sociedade. “E que são colocadas de lado com alegações de que não são produtivas e que a idade não permite acompanhar as mudanças de um mercado que anda a passos largos. Sentimo-nos desafiadas a provar que os profissionais maduros podem e, muito, agregar valor para a sociedade”,  informou Verônica.

Já Aylane lembrou que no cenário atual, todos os dias, pessoas são tiradas do mercado de trabalho por conta da idade e, de uma hora para outra, indivíduos ativos perdem o seu espaço. Com isso, o mercado deixa de contar com a experiência dos mais velhos e os profissionais sofrem frustrações, privações e injustiças, sem falar no impacto psicológico, financeiro, e a saúde fica abalada.

POPULAÇÃO ACIMA DE 50 ANOS VAI TRIPLICAR

Relatou que em pouco tempo a população acima de 50 anos vai triplicar no Brasil e ultrapassará o número de jovens. “Segundo estudos e, de acordo com a evolução do Brasil, podemos alcançar 82,6 anos em 2040, ou seja, a expectativa do brasileiro está crescendo. Em 2019, a expectativa de vida é de 80 para mulheres e 70 anos para os homens” informou, lembrando que a finalidade do grupo é contribuir com a inserção e manutenção dos profissionais 50+ no mercado de trabalho para a continuidade de suas atividades, mostrando-os que são produtivos e muito têm a agregar para as empresas e sociedade, pelo fato de reunirem sabedoria e conhecimento laboral, despertando neles sentimentos de autorrealização, utilidade e felicidade.

Os integrantes do programa garantem que estão dispostos a promover essa transformação de mentalidade para as empresas e instituições da Região Sul Fluminense, com os objetivos de colaborar na alocação de profissionais 50+ no mercado de trabalho, por meio de ações educativas. “Além de gerar valor tanto para as empresas quanto para a sociedade e provar para as empresas que os profissionais 50+ têm plenas condições para exercerem atividades laborais com excelência e entregas perfeitas”, concluiu.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !