Vereador quer informações do número de vagas nas creches de Resende

0

RESENDE

Problema comum em todo o país, a falta de vagas nas creches municipais é o ponto central de um requerimento de autoria do vereador Tiago Forastieri (PSC) aprovado recentemente pelo Plenário do Legislativo. Trata-se da solicitação de informações e documentos a respeito da disponibilidade de vagas, cujas cópias foram enviadas em seguida para o gabinete do prefeito Diogo Balieiro (Democratas) e para a secretaria de Educação.

O material pedido por Forastieri inclui a listagem completa da fila de espera em cada instituição, os requisitos para a escolha dos alunos contemplados e a relação completa das vagas disponíveis. Possíveis planos para a construção de novas creches e quaisquer propostas para a ampliação do número de vagas também foram questionados pelo vereador. Vale destacar que a Lei Municipal nº 3.163/2014 determina que o processo seletivo nas creches priorize os filhos de mães que trabalham fora.

Segundo o vereador Tiago, trata-se de um requerimento em prol da transparência. “É preciso dar uma satisfação às famílias sobre a situação, tanto quanto às vagas existentes quanto às perspectivas de criação de novas vagas”, defende o parlamentar, ressaltando que , embora seja um problema antigo na cidade, a incapacidade do município de atender à demanda por vagas nessas instituições tem que ser contestada. “Sabemos o quanto a falta de vagas nas creches pode prejudicar o orçamento familiar; é fundamental cobrar soluções do Poder Público”, conclui.

PROFESSOR DE INFORMÁTICA PARA O CEDEVIR

Em outra indicação, o vereador Tiago Forastieri, solicitou ao Executivo que disponibilize professor de informática no Centro Educacional Municipal de Atendimento a Deficientes Visuais de Resende (CEDEVIR). “A indicação visa atender a um pedido do CEDEVIR, que durante a realização de uma reunião, nos informou que estava sem professor de informática para atender aos alunos”, disse o parlamentar, falado sobre a importância da propositura. “O ensino de informática para pessoas com deficiência visual é fundamental para prepará-los para a vida, bem como para o mercado de trabalho, uma vez que a era digital é uma realidade no dia a dia da humanidade”, observou.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !