Vereador propõe auxílio emergencial municipal para população baixa renda em Resende

0

RESENDE

A população de baixa renda pode passar a contar com um auxílio emergencial extra. A proposta de criação de um benefício municipal voltado para esse público foi feita pelo vice-presidente doo Legislativo, o vereador Renan Marassi (PL) por meio de uma indicação lida, recentemente, em Plenário e encaminhada à prefeitura para estudos de viabilidade. Marassi sugere que o valor mínimo pago pela prefeitura para amenizar o impacto econômico da pandemia seja de, no mínimo, R$ 300.

Segundo o vereador Renan, a ideia é que esse auxílio emergencial adicional seja direcionado às pessoas que já estão cadastradas nos programas sociais do governo federal. “O Poder Público deve agir para atenuar o sofrimento de que mais precisa. O auxílio emergencial concedido pelo Município vai ajudar no sustento de muitas famílias e reaquecer a Economia de Resende”, argumenta o parlamentar.

Em tempo, Itaguaí, no Grande Rio, aprovou em fevereiro um projeto de lei que cria um auxílio municipal no valor mínimo de R$300, a ser pago a população vulnerável enquanto estiver em vigor o estado de emergência na cidade.

PROTEÇÃO CONTRA O CORONAVÍRUS

Renan Marassi também é o autor de uma indicação para a realização de melhorias na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Alegria, com o intuito de evitar a contaminação pelo coronavírus (Covid-19) no local. Ele solicita a instalação urgente de uma divisória de acrílico na recepção da unidade, de forma a criar uma barreira entre os funcionários e o público.

O vereador destaca que se trata de uma melhoria de baixo custo e fácil implementação. “É uma medida simples, mas de extrema importância, que visa proteger tanto a saúde dos funcionários quanto a dos pacientes da UBS; contamos com a sensibilidade do Prefeito para colocá-la em prática o quanto antes”, comenta Marassi.

error: Conteúdo protegido !