Vereador pede que prefeitura crie aplicativo de celular para ajudar a combater o Aedes aegypti  

0

RESENDE

A prefeitura pode criar um aplicativo de celular para difundir e combater  a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Pelo menos foi o objetivo de uma indicação aprovada pelo Legislativo resendense, de autoria do vereador Sandro Ritton (Cidadania).  “Sabemos que o alcance da TV e dos meios impressos hoje já não é tão grande, e que a internet e os aplicativos para tablets e celulares são cada vez mais utilizados. É preciso que o Poder Público atente para essa mudança e lance mão dessas novas formas de comunicação para levar a informação com a maior eficiência possível até o público”, argumenta o parlamentar.

Informações do Ministério de Saúde apontam que até o dia 13 de abril deste ano foram registrados 451.685 casos prováveis de dengue no Brasil, um aumento de 339,9% em relação ao mesmo período do ano passado. No mesmo intervalo de 2018, os casos registrados chegaram a 102.681. Vale lembrar que, em 2015, Resende sofreu um surto de dengue para a população, quando o município chegou a registrar mais de 8,6 mil casos confirmados da doença e cinco óbitos.

 

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !