Vereador pede a implantação de Banco de Leite em Resende

0

RESENDE

O município poderá ser contemplado com um Banco de Leite materno. A proposta do vereador Tiago Forastieri (PSC) que visa suprir todas as necessidades nutricionais de bebês, cujas mães de não tem leite suficiente para dar para os filhos, foi aprovada pelo plenário. A indicação foi encaminhada para o prefeito Diogo Balieiro Diniz (Democratas).

“Sabemos que existem mães que não conseguem amamentar, e o objetivo da iniciativa é permitir que seus bebês – em especial os de famílias carentes e os que estão internados em unidades neonatais – tenham acesso a esse alimento tão importante”, argumenta Forastieri, acrescentando que o Banco de Leite seria responsável por receber, pasteurizar e distribuir leite materno, de forma diminuir a taxa de mortalidade infantil.

Segundo estudo da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) realizado já na década de 1980, a amamentação exclusiva até os seis meses de idade reduz em 14 vezes o risco de morte por diarreia e em 3,6 vezes o risco de óbito por infecções respiratórias. “O consumo de leite materno pode salvar vidas de bebês prematuros, com deficiência imunológica ou que tenham alguma doença infecciosa. A doação é um ato de amor à vida e precisa ser estimulada”, aponta o vereador Tiago.

O serviço prestado por um Banco de Leite é baseado na doação de leite materno e de potes de vidro utilizados na coleta. Em tempo, o vidro é a única embalagem adequada para o armazenamento de leite humano, uma vez que não libera substâncias em seu conteúdo e pode ser lavado, esterilizado e reutilizado.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !