Verão: moda praia favorece as vendas durante a estação

0

SUL FLUMINENSE

Os empresários do ramo de roupas de praia comemoram as altas temperaturas do verão. Desde meados de dezembro as vendas no segmento de vestuário adulto e infantil cresceram significativamente. Entre os itens mais procurados constam os modelos femininos: biquínis, maiôs e acessórios, como as saídas de praia, bolsas e chapéus.

No comparativo com outros períodos do ano, o impacto nas vendas oscila entre 50% e 90%, elevando a renda de empresários que apostam no setor, tanto as lojas físicas quanto as vendedoras autônomas. “Nesta época as encomendas sempre acontecem. Vendemos roupa de praia para toda a família, legal ver as senhoras buscando o que está na moda, as moças buscando biquínis que valorizem seu corpo. Aí você oferece e tenta emendar novas vendas mostrando uma sunga ou calção para o pai e os filhos, enfim. Trabalho há sete anos com a venda de roupas de porta em porta e deixo esta época sempre destinada para a moda praia e o retorno é garantido”, comenta a empreendedora Tamires Bernardes.

Os modelos exploram cores vibrantes e estilos arrojados ou mais conservadores

Um dos diferenciais da venda em domicílio é a chance de experimentar as roupas em ambiente residencial. “Muitas alegam que nas lojas não podem ir ao mostruário provar, ou tem receio de tirar toda a roupa. Estando em casa ficam à vontade e levam o que você tem e ainda fazem pedidos. O que mais vende atualmente são os biquínis com bojo e cintura larga. Dão a sensação de que a mulher te seio maior e na cintura reduz a silhueta”, comenta Bernardes, citando que, em média, biquínis e maiôs saem a R$ 79,90.

Nas lojas é possível ver vitrines montadas com a moda praia, a temática floral e cores alegres são uma tendência. “O floral foi sucesso em 2019 e segue neste verão. Os biquínis e sungas exploram as cores e desenhos de plantas, um clima tropical que combina com a estação e o país. Nossas vendas subiram desde o período de réveillon e acredito que até o carnaval siga assim. A praia, piscina, clubes enfim, todo mundo quer se refrescar de roupa nova no verão”, comenta Sueli Costa, gerente de um loja especializada.

TIPO DE BIQUÍNIS E MODA PLUS SIZE

Segundo as comerciantes, o alvo das mulheres é encontrar roupas de praia que valorizem seu visual. E há opção tanto para quem gosta de ousar quanto para as mais conservadoras. “O tipo de biquíni é fundamental nessa escolha. A parte baixa com cintura alta e mais larga disfarça a ‘barriguinha’ e modela a cintura. A parte de cima com top meia-taça e bojo, além de valorizar o seio permite um visual mais discreto”, argumenta a personal estylist Andréa Camargo, citando outros modelos. “Agora, pra quem não tem receio e busca marquinhas de Sol e mostrar o corpão, existem modelos tipo fio-dental e outros nem tanto cavados, mas todos muito sensuais. Acredito independente do modelo, o importante é a mulher se sentir segura e confiante. Para as senhoras, os maiôs mais recomendados”, completa.

Os biquínis com bojo largo e a parte de baixo mais larga integram os itens da moda plus size – Divulgação

Cada vez mais comum nas lojas, a moda plus size para o verão indica biquínis e maiôs com preços a partir de R$ 99,90. “Eu prefiro um modelo plus size que me deixa mais confiante. Compro peças alternadas entre top e a parte de baixo, combinando cores e estilos”, indica a operadora de logística Anabela Souza.

VESTUÁRIO MASCULINO E INFANTIL

Para o público masculino a moda praia tem como tendência as sungas boxer. Mas há quem ainda opte por bermudas e shorts tradicionais. “As sungas boxers variam de R$ 49,90 a R$ 129,90. Vendemos mais as sungas, mas tem clientes que não gostam e levam bermuda ou short tactel, um tecido leve e que seca rápido, com preços a partir de R$ 69,90”, diz o gerente de vendas Geraldo Batista.

Para o público infantil, a moda praia segue a tendência de explorar temas florais e principalmente personagens infantis. “Quase tudo que temos é relacionado a algum personagem como Cinderela, Frozen, Vingadores. Para as meninas saem bem os maiôs e biquínis, partindo de R$ 29,90. Para os meninos, as sungas saem na média de R$ 25,90”, diz a empresária Rosália Seixas.

error: Conteúdo protegido !