USS agora é Universidade de Vassouras

0

No início deste mês, o presidente da Fundação Educacional Severino Sombra (Fusve), o engenheiro Marco Capute apresentou em cerimônia realizada na antiga estação ferroviária da cidade a nova marca da instituição. A USS agora é Universidade de Vassouras. O presidente enalteceu o legado do general Severino Sombra, fundador da instituição. “Ele seguirá sendo a nossa inspiração, a pessoa a ser reverenciada na instituição. E ele sonhava em fazer aqui a Coimbra brasileira, baseada na Universidade de Coimbra, de Portugal”, disse.

De acordo com ele, a mudança partiu da ideia de que seria importante reposicionar a marca da universidade. Uma ampla pesquisa de mercado foi realizada e o resultado foi a grande força do nome Vassouras. “Você conversa com um ex-aluno e ele fala que fez Medicina em Vassouras. Que é engenheiro formado em Vassouras ou que fez Letras em Vassouras”, comenta Capute, completando que internamente a mudança da marca é vista como um símbolo de todo o processo de modernização da universidade e de toda a fundação educacional.

O presidente afirmou que essa mudança foi iniciada antes mesmo da troca do nome e da marca da universidade. Transformações que passam por alterações mais visíveis, como toda a mudança arquitetônica do campus universitário, e outras mais internas. E os cursos, através dos seus coordenadores, serão mais focados em aproximar das necessidades do mercado de trabalho. “Quero os cursos cada vez mais próximos da exigência do mercado. Não queremos formar só o futuro profissional. Queremos formar o profissional do futuro. Quem sair daqui sairá à altura das exigências de um mercado cada vez mais competitivo”, afirma Marco Capute.

E os resultados já estão visíveis. Os curso de Engenharia, recentemente, oscilaram entre as notas 4 e 5 nas avaliações do Ministério da Educação (MEC), em uma escala que vai de 1 a 5. Porém, o presidente Marco Capute quer mais. Para isso, vai investir em modernos laboratórios para os cursos de Engenharia.

Outra novidade é que em breve começarão as obras do Centro de Informação e Treinamento em Fontes de Energia e Eficiência Energética, em terreno próximo do Estádio Municipal Ernâni do Amaral Peixoto. O local será um centro de referência em eficiência energética e geração de energia, com ênfase em energias alternativas, sendo ele próprio um objeto de demonstração e divulgação. Será mais uma maneira de alavancar ainda mais o curso de Engenharia.

MUDANÇAS

Um vídeo que passou na cerimônia do lançamento da marca demonstrou o processo de modernização arquitetônica que será aplicado no campus universitário, no Centro Integrado de Saúde e no Hospital Universitário de Vassouras (HUV). De acordo com Marco Capute, o trabalho a ser realizado é para uma empresa moderna, pronta para os desafios do mercado. E isso, segundo ele, será refletido na sala de aula, no atendimento do hospital e também na arquitetura.

Na Universidade de Vassouras outra mudança chamará a atenção. Será construído um novo prédio administrativo anexo ao campus. Uma agência bancária ocupará o térreo e unidades administrativas que hoje ficam em outros imóveis serão instaladas nos andares superiores. O banco adiantará o valor do aluguel e esse dinheiro pela Fundação para a construção do prédio. “Não vamos utilizar um centavo do dinheiro da Fusve nesta obra. Precisamos utilizar a criatividade para crescer, expandir sem nos comprometer no futuro próximo”, avalia Capute. Ele afirma ainda que um centro de saúde bucal será instalado no campus para atender aos vassourenses mais carentes a partir da atuação do curso de Odontologia.

O Centro de Convenções General Sombra, que é a menina dos olhos do presidente, promete revolucionar o mercado de entretenimento da região. As obras já acontecem, estão estimadas em R$ 15 milhões e são realizadas com recursos da fundação. No local, será colocada uma estátua do general, e terá a capacidade para receber quatro mil pessoas. Será usado para formaturas dos diversos cursos da universidade, incluindo Medicina, que há anos não realiza suas formaturas em Vassouras. “E iremos muito além das formaturas. Traremos grandes palestras e abriremos o espaço para a realização de shows. A região não tem um espaço como esse. Vamos desenvolver em Vassouras o turismo do conhecimento”, garante o presidente da Fusve.

ALÉM DAS FRONTEIRAS

Está marcado para o dia 1º de julho o primeiro vestibular da Faculdade de Miguel Pereira, uma parceria da fundação com a prefeitura local. As inscrições terminaram no dia 24. Os estudantes serão selecionados para os cursos de Direito e Gestão Pública.  “É importante à gente fazer a expansão das fronteiras sem perder as raízes, a essência, a qualidade. Temos certeza que faremos em Miguel Pereira uma faculdade de excelência, com a marca da qualidade da Fundação Educacional Severino Sombra. Neste sentido só tenho que agradecer a parceria ao prefeito André Português, que acreditou na gente para tocar este projeto”, disse o presidente Capute, lembrando que também em Miguel Pereira a Fusve opera, desde o ano passado, o Hospital Municipal Luiz Gonzaga.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !