Última edição da ‘Feira das Mina Preta’ acontece hoje e amanhã, em Volta Redonda

0

Marcada para hoje e amanhã a última edição, deste ano, da ‘Feira das Mina Preta’, em Volta Redonda. Com apoio do Ponto de Cultura Instituto Dagaz, o evento vai acontecer no Memorial Zumbi, na Vila Santa Cecília. Os organizadores garantem que, o objetivo é fechar o ano de 2017 com muito empoderamento.
Como sempre, o Ponto de Cultura Instituto Dagaz está entre os apoiadores do evento que tem programação voltada para o fomento da cultura afro-brasileira. Hoje, primeiro dia de feira, haverá palestra com mesa de mulheres que são pura representatividade. Já amanhã, terá apresentações de dança e música, batalha do passinho, baile charme e desfile de moda afro. Além disso, o público contará com espaço gourmet com feijoada e acarajé durante todo o dia.
Segundo a fundadora, Renata Ferreira, a feira, que é gratuita e aberta a todos os públicos, tem alguns objetivos pertinentes. Lembrou ainda que, realizar a Feira das Mina Preta é resultado de muita resistência e muita insistência. “Lutamos muito para conseguir juntar, no mesmo momento, cultura, educação e empoderamento do jovem negro. O nosso objetivo é que esse público reconheça as nossas raízes, para poder, também, valorizar lá na frente. O momento também é interessante para estimular a divulgação e o comércio de produtos afro”, declarou.
MENINAS DE LENÇO
Vale lembrar que, o grupo Meninas de Lenço surgiu com o diagnóstico de câncer de mama da produtora Renata Ferreira. O incentivo partiu de sua mãe e amigas, que queria motivá-la a superar a luta. Foi a partir daí que todas começaram a usar o lenço, em solidariedade. O movimento foi crescendo, e, em pouco tempo, já havia 100 adeptas. Com a realização de eventos, reuniões e rodas de conversa, nasceu o projeto da feira, que inicialmente se chamava Feira das Meninas.
O objetivo, de acordo com Renata, é ir além do vínculo da luta contra o câncer e promover a exaltação da cultura negra, sobretudo como o público jovem e feminino. Lembrou ainda que, o projeto Feira das Mina Preta faz parte do Programa Territórios Culturais RJ/ Favela Criativa, uma parceria da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro com a Light e o Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Além do Ponto de Cultura Instituto Dagaz, a Feira das Mina Preta conta com apoio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), da Coordenadoria da Juventude (CJ), Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), Padaria Moriá e Universidade das Quebradas.
De acordo com a programação do evento, hoje, às 19 horas será ministrada a palestra “Coisa de Preta”. Terá mesa com a representante da Coordenadoria da Mulher de Resende, Bianca Oliveira, a jornalista e produtora do Concurso de Beleza Negra de Barra do Piraí), Katia Rejane Souza, com a estudante, rapper e produtora da Secretaria Municipal de Cultura de Volta Redonda), Juliana Dorothea, a coaching especializada em afro empreendedores, Tati Brandão, e com a proprietária da marca Vestuário Poético, Dani Ribeiro.
As atividades seguem amanhã, às 11 horas, com apresentação do Grupo de Dança Afro, Ponto de Cultura Instituto Dagaz, de 12 horas às 14 horas, com o Grupo G-Samba, às 15 horas com Batalha do passinho e às 18h30min baile charme, com DJ Pelezinho e desfile de moda afro.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !