Tristeza e comoção marcam enterro da advogada assassinada no Rio

1

VOLTA REDONDA

Foi enterrado no final desta manhã, no Cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda, o corpo da advogada Karina Garofalo Pereira, de 44 anos. Tristeza, comoção, revolta e muita emoção marcaram o sepultamento.

Karina, que era de Volta Redonda e trabalhava como corredora de imóveis no Rio de Janeiro onde estava residindo, foi executada com vários tiros na tarde de quarta-feira, 15, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu na frente do filho de 11 anos da vítima. Ela deixa também uma filha de 18 anos.

Corpo da advogada chegou na cidade durante a madrugada de hoje – Fábio Guimas

O corpo, que estava no Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro, chegou a Volta Redonda durante a madrugada.

O principal suspeito de ser o mandante do crime é o ex-marido da vítima, Pedro Paulo Barros Pereira Júnior, que reside no bairro Niterói, em Volta Redonda, e que até o fechamento desta nota não tinha sido localizado.
O primo do suspeito de ser o mandante do assassinato, Paulo Maurício Barros Pereira, seria quem fez os disparos contra a vítima que morreu no local. A prisão temporária de ambos terá validade de 30 dias e foi decretada pelo Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça do Rio. Até o fechamento desta nota os dois seguiam foragidos. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios (DH) da Capital.

Enterro aconteceu no final da manhã de hoje – Fábio Guimas