TRE marca eleições suplementares de Itatiaia para 13 de março de 2022

0

ITATIAIA

Em sessão realizada nesta sexta-feira, 3, os membros do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aprovaram a data de 13 de março para a realização das eleições suplementares de Itatiaia para preenchimento dos cargos de prefeito e vice-prefeito.

O presidente do TRE, Cláudio Dell’Orto, informou aos demais desembargadores sobre o processo administrativo que seria analisado, com o encaminhamento a todos da minuta de resolução para as eleições suplementares em Itatiaia. Ele lembrou que em virtude do recesso de dezembro e janeiro, consultando resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o calendário das suplementares, chegou na data de 13 de março, com o fechamento do calendário do período.

Inicialmente, as eleições aconteceriam no dia 11 de abril mas foram canceladas pelo TRE em virtude da pandemia de Covid-19. Depois, foram marcadas para 12 de setembro, mas canceladas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para analisar processo do ex-prefeito Eduardo Guedes, que chegou a ser eleito no ano passado mas não pode tomar posse diante do entendimento do ingresso no seu terceiro mandato consecutivo, o que é ilegal segundo a Constituição Federal. O ministro no dia 18 de novembro decidiu cassar a tutela de urgência que tinha suspendendo as eleições pois não concedeu vitória a Guedes no caso onde pedia para tomar posse como prefeito.

Foi o último recurso de Dudu, que defendia não ser um terceiro mandato porque assumiu a prefeitura em uma condição excepcional. Ele entrou representando o Legislativo em 6 de julho de 2016, após o prefeito Ypê ser cassado. As eleições ocorreram em outubro desse mesmo ano, onde ele então teria sido reeleito. Com a impossibilidade de assumir, a Justiça destacou que o presidente da câmara eleito em janeiro de 2021 assumisse o cargo interinamente. E isso aconteceu. Imberê Alves ficou no cargo até 8 de junho, quando após uma operação do Ministério Público foi afastado por “gravíssimos atos de improbidade administrativa”. Atualmente, o prefeito interino é outro presidente do Legislativo, Vaninho.