“Tom Jobim” é o primeiro homenageado do Projeto Arte na Capa do MIS de Resende

0

RESENDE

A primeira edição do projeto “Arte na Capa” deste ano no Museu da Imagem e do Som (MIS) comemora os 95 anos do compositor Antônio Carlos Jobim. A exposição “Jobim – 95 Anos’ poderá ser visitada até o próximo dia 28, de segunda a sexta-feira, do meio dia às 17 horas, no Museu da Imagem e do Som, que funciona no térreo da Casa da Cultura Macedo Miranda, na Rua Luiz da Rocha Miranda, 117, no Centro Histórico da cidade. A entrada é gratuita.

O projeto “Arte na Capa” foi criado pelo Museu da Imagem e do Som de Resende, visando divulgar o vasto acervo de discos da instituição. O primeiro lote de vinis incorporados ao acervo foi doado por Claudionor Rosa, responsável por sua guarda após doação da Rádio Agulhas Negras. A coleção de vinis foi desfeita durante a transição para os CDs (formato compact disc), no início dos anos 90.

De acordo com a Fundação Casa de Cultura Macedo Miranda, a mostra reúne várias capas de discos do compositor Tom Jobim, que nasceu no dia 25 de janeiro de 1927. Tom Jobim foi um dos nomes mais importantes da música brasileira. Compositor, maestro, arranjador, instrumentista e cantor, o artista, falecido em 1994, aos 67 anos, foi um dos pilares da Bossa Nova, movimento musical que conquistou o país e o mundo. São de sua autoria clássicos da MPB como “Garota de Ipanema”, “Corcovado”, “Samba do Avião”, “Águas de Março”, “Samba de uma Nota Só”, “Wave”, entre tantas outras.