Tarsila do Amaral é tema para exposição de painéis de alunos

0

RESENDE

Uma releitura das obras da artista plástica modernista Tarsila do Amaral, criada a partir da reprodução de alunos do Colégio Estadual Dr. João Maia, localizado no Centro da cidade, pode ser conferida na exposição de painéis montada no Espaço Cultural Odilon Farias, no térreo da nova sede da Câmara de Resende, situado na Praça Dr. Oliveira Botelho, nº 262, Centro. A mostra termina hoje, com visitação entre 12 e 18 horas e entrada gratuita.

A atividade é uma realização do programa Câmara Cultural, em parceria com a escola da rede estadual, incentiva por professores, diretores e familiares dos alunos. Pintora e desenhista, Tarsila do Amaral foi uma das figuras centrais da primeira fase do movimento modernista no Brasil, ao lado de Anita Malfatti. A ideia de reproduzir a arte de Tarsila do Amaral surgiu após os alunos do segundo ano do Ensino Médio do colégio estadual conhecer o trabalho da artista, na ‘Exposição Tarsila Popular’, realizada no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) no mês de julho. Uma ação incentivada pela direção da unidade e a professora de Artes, Ana Lúcia Quintela.

OBRAS

Entre as obras reproduzidas pelos alunos consta o quadro ‘Abaporu’, criado por Tarsila do Amaral em 1928, quando inaugura o movimento antropofágico nas artes plásticas com a proposta de se afastar dos temas abordados na arte europeia e criar uma estética tipicamente brasileira. O Abaporu é o mais famoso quadro pintado por Tarsila, a tela foi um presente oferecido por ela para o então marido, o escritor Oswald de Andrade. O quadro atualmente faz parte do acervo do Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires.

Outra obra é a ‘Operários’, de 1933, exposta em Moscou refletindo a causa comunista, apresentada pelo seu novo namorado, o médico Osório Cesar. O quadro retrata o período de industrialização em São Paulo. As feições dos operários são muitas vezes sobrepostas e abatidas, chama a atenção também a quantidade de rostos que a pintora é capaz de ilustrar na imagem. Atualmente, a obra original faz parte do Acervo Artístico-cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo.

Nos anos 20, Tarsila levou o amigo e poeta Blaise Cendrars para uma viagem ao Rio de Janeiro e as cidades históricas de Minas Gerais. Foi depois desse percurso que a pintora resolveu tematizar o lado rural do Brasil, juntando assim a técnica cubista que aprendeu em Paris com a temática nacional. Assim, surgiu a tela ‘A Cuca’, pintada em 1924 e traz como tema um animal inventado tipicamente brasileiro: a cuca. O personagem é uma mescla de diversos animais distintos e o quadro está realizado com cores fortes em homenagem as cores nacionais. Atualmente a tela está no Musée de Grenoble, na França.

CÂMARA CULTURAL

Mantido pela Câmara Municipal de Resende, o Câmara Cultural tem mais de 15 anos de existência e foi criado com o propósito de oferecer opções de lazer e atividades educativas a faixas etárias variadas. O programa oferece uma agenda cultural gratuita e variada, incluindo exposições de artes plásticas, exibição de filmes, apresentações teatrais, shows musicais e palestras.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !