Tarcísio Motta se reúne com a militância do Psol em Resende

0

O candidato ao governo do Rio, Tarcísio Motta (Psol), esteve na tarde deste sábado, em Resende reunido com militantes do partido. Acompanhado de sua vice na chapa, Ivanete Silva, Motta encerrou na cidade uma maratona de visitas ao Sul Fluminense que começou logo cedo por Valença e Barra do Piraí. À tarde, realizou uma caminhada por Barra Mansa antes de chegar a Resende.

Ao falar sobre a recuperação econômica do Estado, Tarcísio Motta disse que é preciso apostar na diversificação da economia fomentando aquilo que cada região já tem de potencial. “O Rio não pode ser mera plataforma exportadora de petróleo. A especialização excessiva na questão da exploração do petróleo levou o Rio para crise. Precisamos fazer o contrário disso, ou seja, diversificar a atividade econômica, criando perspectiva de geração de emprego em renda sem a dependência de apenas uma atividade.”, explicou o candidato, citando ainda a aposta na indústria da cultura e do entretenimento associado ao turismo e ao setor de serviços como gerador de emprego.

O candidato é contrário à privatização no qual entende que deve permanecer estatal e pública. “A privatização não vai resolver o problema. Vários lugares do mundo que privatizaram o serviço de água e esgoto estão reestatizando o serviço. A coordenação do processo de saneamento deve ser estatal. Na verdade a Cedae hoje dá lucro ao estado e privatizá-la é abrir mão de recursos”, avaliou.

Tarcísio Motta defendeu a diversificação da economia para a recuperação do Estado – Carlos Henrique Moreira

Sobre segurança, Motta disse que a proposta é substituir a lógica do confronto pela lógica da inteligência. “Hoje como a segurança pública é vista somente pela lógica do confronto e na lógica da insana guerra contra as drogas que mata pobre na favela e policial não esta levando a lugar nenhum. Só gera medo e terror a população. Queremos destinar investimento prioritário para a tecnologia da informação, equipar a polícia civil, garantir o bom funcionamento das delegacias especializadas pra que possam combater o tráfico de armas e as milícias será uma das formas que entendemos que possa diminuir a ação do crime organizado”, afirmou.

O encontro em Resende contou também com a presença da professora aposentada Maria das Dores Mota, a Dodora, candidata a segunda suplente do deputado federal Chico Alencar, que concorre a uma das duas vagas ao Senado Federal.