Suspeito de ‘trabalhar’ como ‘segurança’ do tráfico é detido em ação conjunta das polícias Militar e Civil em Valença

0

VALENÇA
Uma ação conjunta entre as polícias Militar e Civil resultou na prisão de um suspeito, de 46 anos, de “trabalhar” para o tráfico em Valença. A investida aconteceu na tarde de segunda-feira, dia 17, na Avenida Geraldo de Lima Bastos, no bairro Monte D’ouro. Segundo os policiais, o preso é mais um membro da facção do Comando Vermelho (CV) que perde para polícia.
Na ação, os agentes foram averiguar denúncia de porte ilegal de arma de fogo no local. Ao chegarem ao endereço e realizar o cerco, os PMs viram quando o suspeito tentando fugir pela laje do imóvel. Com uma pistola em punho, ele teria apontado a mesma para uma policial civil que se encontrava de costas. No momento, um PM efetuou um disparo para evitar que o a agente fosse atingida. O homem atirou para o solo e após levantar jogou a arma e uma grande quantidade de drogas dentro de uma caixa d’agua.
FARTO MATERIAL DO TRÁFICO APREENDIDO
O farto material do tráfico foi localizado e apreendido. Trata-se de uma pistola Canik, com kit rajada modelo TP9SF capacidade de 19 tiros e numeração raspada, um coldre, um carregador da referida pistola, dois rádios comunicadores, duas bases com carregador dos rádios, 69 munições intactas CBC 9mm, cinco munições intactas CBC .38, 233 de cocaína R$ 20, 43 pinos de R$ 50,00, 21 pinos de R$ 25, 23 de R$ 10, 214 sacolés de maconha de R$ 10, 296 sacolés de R$ 15, 12 lança perfume, 51 frascos para endolação e oi aparelhos celulares.
Todo o material apreendido e o suspeito foram levados e apresentados na 91ª Delegacia de Polícia (DP), onde foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, permanecendo preso em flagrante. A polícia informou que a ficha criminal do preso é extensa, tendo diversas anotações como posse e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de entorpecentes, furto qualificado, lesão corporal, violência doméstica e uso e consumo de drogas ilícitas.