Suspeito de participar de sequestro relâmpago em Barra Mansa é liberado, diz delegado

1

BARRA MANSA

Hoje pela manhã, o delegado titular da 90ª Delegacia da Polícia Civil, Ronaldo Aparecido de Brito, confirmou que um dos suspeitos presos ontem em Volta Redonda, por suposto envolvimento em um sequestro relâmpago de uma família em Barra Mansa, dia 14 do mês passado, não ficou preso. Segundo a autoridade policial, os dois foram capturados em cumprimento a mandados de prisão, no bairro Belmonte, porém, a Justiça não liberou a prisão de um deles.

O suspeito que continuou preso, tem um ferro velho no bairro São Luís, em Volta Redonda e o local também será investigado. Ao A VOZ DA CIDADE, Ronaldo explicou que a Polícia Civil tem certeza do envolvimento do comparsa. “Um dos suspeitos foi liberado porque o Ministério Público entendeu que ele não participou do roubo, não expedindo o mandado de prisão. Mas a Polícia Civil entende que sim. Ele levou o ‘cara’ até o local do crime em seu carro, onde permaneceu dando cobertura, de olho. Por isso o indiciamos”, contou Ronaldo. “Tanto são comparsas que ontem, eles foram presos escondidos no mesmo apartamento. Se eles não tivessem culpa, não teria porque se esconder”, frisou o delegado.

As investigações tiveram início após uma família, no dia 14 de agosto, ter sido feita refém no Centro de Barra Mansa. O fato aconteceu ao lado da Igreja Matriz. Segundo registro na 90ª DP, dois elementos participaram da ação e depois, fugiram, levando o carro das vítimas. Depois, eles abandonaram o automóvel na Rodovia Presidente Dutra.

1 comentário

  1. É o velho enxuga gelo da polícia e MP, infelizmente nosso sistema de leis é o pior do mundo…Nunca mais vão ver esse cara..
    É para essas coisas que temos que ficar atentos e cobrar dos deputados tanto estaduais como federais leis mais sólidas e mais rígidas..Que vergonha desse país, é triste dizer mas é a verdade.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !