Superintendente federal de Agricultura apresenta projeto de Consórcio para cidades do Sul do Estado

0

RESENDE

 Estar incluído no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA) que comprova a competência de inspecionar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal produzidos na região com a mesma eficiência que faz o Ministério da Agricultura. Esse pode ser um dos principais ganhos da formação do Consórcio Intermunicipal de Inspeção Sanitária da Região Sul Fluminense que começou a ser discutida no fim da manhã de ontem em Resende.

Representantes dos municípios de Resende, Porto Real, Barra Mansa e Volta Redonda se reuniram como o Superintendente Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Rio de Janeiro, José Essiomar Gomes da Silva na sede da Casa da Cultura Macedo Miranda para delinear os primeiros passos do Consórcio. As cidade de Itatiaia e Quatis também farão parte do grupo mas não enviaram representantes a reunião que contou também com empresários e entidades ligados ao setor rural.

Durante a reunião um técnico do Serviço de Inspeção Federal (SIF) deu orientações sobre a formação do Consórcio.

De acordo com o superintendente José Essiomar, ao estar incluído no SISBI-POA, os municípios integrantes do Consórcio terão a permissão de comercializar seus produtos fora do estado. Ele destaca que este tipo de consórcio já acontece em outras regiões do país com muito sucesso. “Isso fomenta o agronegócio regional que passa a atingir outros mercados. Com o Consórcio, cada cidade contribui com alguma coisa, seja com maquinário ou profissionais para o bem de todo o grupo. Isso reduz custo e melhora a qualidade dos produtos”, explica.

O superintendente destaca outra vantagem do Consórcio que é a representatividade como entidade jurídica. “Isso fortalece o desenvolvimento rural da região porque unidos em forma de um consórcio o grupo terá maior representatividade na busca de recursos junto as instituições financeiras e para celebração de convênios para programas oferecidos pelo estado ou governo estadual”, enfatizou Essiomar.

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir que o produto apresenta todos os requisitos segurança alimentar. Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios podem solicitar a equivalência dos seus Serviços de Inspeção com o Serviço Coordenador do SISBI.

Para o prefeito Diogo Balieiro (DEM) a criação do Consórcio é mais um passo para retomada da vocação rural do Sul Fluminense. “Desde que assumimos o governo temos buscado formas de incrementar a produção rural da nossa cidade buscando formas de incentivo ao produtor rural. Tenho a certeza que este Consórcio trará grandes benefícios a nossa região”, afirmou o prefeito.

Memória do café

Antes deste encontro para discutir o consórcio, foi realizado no entorno da Casa da Cultura, um plantio de mudas de café, marcando o lançamento do programa de Recuperação da Memória do Café em Resende. O evento contou com participação da Corporação Musical de Visconde de Mauá e de alunos da Escola Municipal Luiz Pistarini. O historiador Fúlvio Stage fez uma explanação sobre a história do café em Resende, relembrando porque o fruto já foi chamado de “ouro verde” na região. As mudas foram doadas à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural pelo Ministério da Agricultura.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !