Sistemas de Informação: a área do presente e do futuro

0

SUL FLUMINENSE

A tecnologia está presente no dia a dia de qualquer cidadão, seja no trabalho, no lar, nas ruas e até no lazer. É quase impossível sobreviver nos dias de hoje sem ela. É um caminho sem volta. Para quem quer trabalhar nessa área, então, o futuro é ainda mais promissor, pois há muito mercado aberto em empresas como as montadoras de automóveis, criação de jogos, desenvolvimento de software e aplicativos, entre outros. Ou seja, um vasto e fértil mercado para quem vai ingressar nessa área.

Coordenadora do curso de Sistemas de Informação do UGB-FERP, a professora Lívia Vidal salienta que o perfil dos alunos que procuram a área de tecnologia é de quem é antenado no mercado. “O perfil desse aluno contempla uma formação generalista, humanista e crítica, visando em sua atuação profissional as soluções de problemas em todas as áreas do conhecimento de sistemas de informação em que as tecnologias da informação se apresentem fundamentais para atingir aos objetivos propostos pelas organizações, pautado em princípios éticos”, diz.

Lívia destaca ainda que, ao formar o profissional em Sistemas de Informação, o UGB objetiva dotá-lo de competências e habilidades gerais e específicas, a saber: assegurar que a prática de sistemas de informação seja realizada de forma integrada e contínua com as tecnologias da informação; realizar serviços com altos padrões de qualidade considerando os princípios  da ética, conscientizado de que a responsabilidade com os sistemas de informação é a de resolução do problema; comunicar-se de forma adequada com outros profissionais de sistemas de informação e com o público de forma geral, mantendo a confidencialidade das informações a ele confiada; estar apto ao trabalho em equipe multiprofissional para assumir posição de liderança com compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz, visando atender aos objetivos das organizações; ser capaz de aprender continuamente tanto na sua formação quanto na sua prática.

Criado há dez anos, não à toa o curso de Sistemas de Informação é um dos mais procurados nos processos seletivos, com cerca de 95% dos formandos já atuantes na área. Para Lívia, isso é fruto da estrutura oferecida pela instituição e o empenho dos acadêmicos. “Todas as aulas são realizadas nos laboratórios de informática. O curso possui um laboratório de inovação, onde é possível testar modelos, produtos e serviços de tecnologia, visando atender às necessidades dos alunos e da sociedade quanto à aprendizagem de gamificação, inteligência artificial, realidade virtual, impressão 3D e robótica. O espaço permite a criação de trabalhos de forma criativa e colaborativa”, frisa a coordenadora, que complementa: “O mercado de trabalho na área de tecnologia está aquecido. A previsão é que as oportunidades nessas áreas só aumentem nos próximos anos”, afirma Lívia.

error: Conteúdo protegido !