Sindicato Rural de Barra Mansa orienta produtores de leite em Quatis

0

QUATIS

O Programa Balde Cheio, desenvolvido pelo setor agropecuário é tema de palestras que acontecem hoje, em Quatis. As atividades são promovidas pelo Sindicato Rural de Barra Mansa, com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural. A primeira delas ocorreu às 9 horas, na Fazenda Uruguaiana, no distrito de São Joaquim. E a segunda palestra vai acontecer logo mais, a partir das 14 horas, no Sítio das Piteiras, no primeiro distrito da cidade.

Os encontros são conduzidos pelo pesquisador da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e coordenador do programa, Arthur Chinelato. O Balde Cheio tem como objetivos básicos capacitar profissionais de assistência técnica e extensão e produtores rurais, entre outros segmentos, sobre técnicas de manejo relacionadas ao desenvolvimento sustentável da pecuária leiteira, especialmente nos campos de pastagens, irrigação, controle zootécnico e aumento da lucratividade, além da ampliação da produção diária através do incentivo ao uso da tecnologia.

Atualmente, o projeto está presente em mais de 340 municípios brasileiros, nos estados do Rio de Janeiro, Acre, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Rondônia e São Paulo, sendo que, no território fluminense, o número de produtores rurais atendidos se aproxima de 200. Em setembro de 2017, o Programa Balde Cheio completou duas décadas de existência. A data foi comemorada com um encontro ocorrido no Clube Náutico Quatiense.

Este encontro teve as presenças do prefeito Bruno de Souza (MDB); do presidente da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Estado do Rio de Janeiro, Rodolfo Tavares; dos presidentes do Sindicato Rural e da Cooperativa Agropecuária de Barra Mansa, Adilson Delgado Rezende e Cláudio Meirelles, respectivamente; do supervisor técnico do Senar (Serviço Nacional de Aprendizado Rural), Carlisson Costa de Souza; do supervisor técnico da Cooperativa Agropecuária do Município de Barra Mansa, Ralph Barcellos; e do diretor do escritório de Quatis da Emater-RJ (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), Reinaldo Altivo Guedes, entre outras autoridades e lideranças do segmento agropecuário.

O município tem na pecuária o fomento para a economia local, contando atualmente com aproximadamente 23 mil bovinos e quase 300 propriedades rurais desenvolvem a atividade agropecuária. São aproximadamente 920 trabalhadores que sobrevivem direta, ou indiretamente, desta atividade. “Toda e qualquer iniciativa realizada com o objetivo de promover melhorias nas condições de desenvolvimento do segmento agropecuário da nossa cidade, principalmente no caso dos pequenos produtores, vai sempre contar com o apoio da nossa administração”, comenta o prefeito Bruno de Souza.