Sesc promove Mostra cinéfila ‘Corpos Elétricos’

0

PARATY

Três filmes que focalizam questões de gênero em três países americanos: Brasil, Chile e Estados Unidos:  ‘Uma mulher fantástica’, ‘Corpo elétrico’ e ‘Tangerine”. Esses são os longas que compõem a Mostra Corpos Elétricos exibidos pelo Sesc Paraty neste mês. Todas as atividades são gratuitas, O Sesc fica na Rua Dona Geralda, 15, Centro Histórico.

Os filmes escolhidos têm em comum a colocação da temática como parte integrante de uma realidade social que está sendo vivida por todos: o empoderamento e o foco na denúncia do preconceito contra os corpos ‘transgressores’.

PROGRAMAÇÃO

 ‘Uma mulher fantástica’ – 14 e 16/08, quarta e sexta-feira, 19 horas

Marina (Daniela Vega) é uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em diversos clubes de sua cidade. O problema é que, após a inesperada morte de Orlando (Francisco Reyes), seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total.

Quem assistiu ao filme Glória, de 2013, do diretor chileno Sebastián Lelio, sabe de sua habilidade e talento em desenvolver narrativas centradas em uma única personagem.

 ‘Corpo elétrico’ – 21 e 23/08, quarta e sexta-feira, 19 horas

Elias (Kelner Macêdo) é assistente em uma confecção de roupas no centro de São Paulo. Ele mantém pouco contato com a família na Paraíba e passa seus dias entre tecidos do trabalho e encontros com homens. O fim do ano traz reflexões sobre possibilidades de futuro, reconexões com o passado e muitas horas extras, que acabam por aproximá-lo dos colegas da fábrica e, consequentemente, o inserem em novos círculos de amizade e novos cenários.

Corpo elétrico é o título do filme, mas logo no início verificamos que também poderíamos chamá-lo de Corpos elétricos, pois são eles, os corpos, os maiores protagonistas dessa obra impressionante, um misto de afirmatividade e leveza. Esse é o grande projeto transformador de Marcelo Caetano: em vez de trazer uma bandeira, ele prefere abraçar a necessidade do viver e de ser feliz, mesmo quando se admite o lado opressivo do mundo do trabalho.

‘Tangerine’ – 28 e 30/08, quarta e sexta-feira, 19 horas

Assim que sai da prisão, a prostituta transexual Sin-Dee (Kitana Kiki Rodriguez) descobre através de sua melhor amiga (Mya Taylor) que o namorado Chester (James Ransone) está saindo com outra pessoa, uma mulher cisgênero. Sin-Dee decide encontrar os dois e puni-los pela traição.

Sean Baker, diretor desse inusitado Tangerine, vem se destacando por projetos cinematográficos ousados porém necessários. Tangerine foi inteiramente filmado a partir de três iPhones 5 turbinados, isto é, com modificações feitas exclusivamente para a produção do filme, o que já chama atenção para o seu bastidor.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !