Seminário discute ajuste das contas públicas no âmbito municipal

0

SUL FLUMINENSE/ESTADO

Foi realizada na última segunda-feira pelo Sistema Firjan e Comunitas, com apoio da Frente Nacional dos Prefeitos um seminário que contou com a presença de prefeitos e secretários de Fazenda e Planejamento do estado. O evento foi realizado na sede da Firjan, no Rio, e debateu soluções para o ajuste das contas públicas no âmbito municipal que passou a ser o principal problema econômico do Brasil. Da região participaram o prefeito de Paraty, Casé Miranda (PMDB), o secretário de Desenvolvimento de Piraí, João Roberto Ladeira; os secretários de Finanças de Angra dos Reis, José Carlos de Abreu, e de Paraty, Leonidas Silva; os secretários de Planejamento de Volta Redonda, Julio Andrada, e de Piraí, Silvia dos Santos Ferreira; os secretários de Fazenda de Volta Redonda, Norma Chaffin, e de Paraíba do Sul, Simone Guimarães, e o secretário de governo de Paraty, José Khaled.

Para o presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, a sociedade exige que o governo converse de modo transparente e verdadeiro sobre sua gestão. “A Federação busca mais uma vez, através de exemplos de boas práticas e troca de experiências, fomentar soluções para nossas cidades no âmbito da gestão fiscal”, completou.

Lançado em agosto, a nova edição do Índice Firjan de Gestão Fiscal revelou o tamanho da crise fiscal nos municípios brasileiros. Foram analisadas cerca de 4,5 mil cidades. Oitenta e seis por cento delas estão em uma situação fiscal difícil ou crítica, sendo que apenas 14% estão em situação boa ou excelente. No estado do Rio, a situação é grave: apenas 11% das prefeituras tiveram avaliação positiva. “No orçamento das cidades, dois pontos chamam atenção: pelo lado da receita, a dependência dos recursos da União, o que deixa as prefeituras à mercê da conjuntura econômica e política. E pelo lado do gasto, o desafio é a gestão de gastos com pessoal, já que a rigidez orçamentária pode comprometer os recursos programados para os investimentos”, afirma o economista-chefe da Firjan, Guilherme Mercês.

As prefeituras têm pela frente o desafio de equilibras as contas. O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizete, prefeito de Campinas, São Paulo, destacou que diante da crise econômica, a pressão pelos serviços municipais teve um grande aumento.  “Até 31 de agosto, as prefeituras atenderam em suas unidades de saúde a mesma quantidade de pessoas de todo o ano passado”, exemplificou.

PRÊMIO DESTAQUE EM COMÉRCIO EXTERIOR

A Representação Regional Firjan/CIRJ Sul Fluminense realiza nesta quarta-feira, 18 de outubro, às 18h30min, a entrega do Prêmio Rio Export, que chega a sua 3ª edição. A premiação contempla empresas de diferentes setores e níveis tecnológicos, demonstrando a diversidade e a especialização da pauta exportadora do Rio de Janeiro. Durante a solenidade, que acontece em Volta Redonda, no bairro Laranjal, será lançada a quarta edição do Diagnóstico do Comércio Exterior do estado do Rio 2017.