Segunda votação da Mesa Diretora da Câmara de Resende é remarcada para dezembro

0

RESENDE

Um novo capítulo no tumultuado processo eleitoral da Mesa Diretora da Câmara de Resende. A segunda sessão para votar a escolha da nova Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, que aconteceria nesta terça-feira, dia 10, foi cancelada. Na tarde de ontem, o atual presidente do Legislativo, Roque Cerqueira anunciou que o segundo turno de votação na disputa entre a Chapa 1, liderada pelo vereador Tisga Vieira e a Chapa 2, liderada pelo vereador Edson Peroba, ambos do PPS, acontecerá somente no dia 18 de dezembro, às 17h30min.

A primeira votação, ocorrida no dia 26 de março, durante sessão ordinária no plenário do Legislativo, houve empate entre as duas chapas concorrentes, por 8 a 8. Isto, em razão de o vereador Odair Ozório (PSD), mesmo como candidato a 2º secretário pela chapa 1, ter optado por se abster do voto, resultando no empate. “A realização de um segundo escrutínio está prevista no Regimento Interno da Câmara, no artigo 32, inciso V em caso de empate. E que, persistindo o empate, assume o mais idoso. A princípio, este segundo escrutínio seria amanhã. Mas entendemos que o ideal é promovê-lo no final do ano, tendo em vista o grande tumulto, discussões desnecessárias, até mesmo agressões verbais que registramos no dia da sessão, o que está ainda muito recente na mente de todos”, explicou o presidente.

Ainda de acordo com Roque Cerqueira, neste momento há na Casa Legislativa projetos importantes a serem votados, todos de interesse da população e que precisam ter andamento. “Creio que os interesses pessoais devem ser deixados de lado para tratarmos, prioritariamente, de assuntos que visam melhorar a vida das pessoas”, disse o presidente.

PRIMEIRA VOTAÇÃO TUMULTUADA

A primeira votação para escolha da Mesa Diretora para o biênio 2019/2020 aconteceu na segunda-feira, dia 26 e terminou com a declaração de vitória da Chapa 2, liderada pelo vereador Edson Peroba (PPS) que derrotou o colega de partido Tiago Vieira Martins da Silva, o Tisga (PPS), da Chapa 1.  A sessão foi marcada pela abstenção do vereador Odair Osório (PSD) que, curiosamente, integrava a Chapa 1, como 2º secretário. Com isso, a votação terminou empatada em 8 a 8. Entendeu-se, naquele momento, de forma equivocada, que com o empate Peroba deveria ser aclamado como vencedor por ser mais velho que Tisga.

O resultado provocou a revolta do grupo derrotado, principalmente, do vereador Tisga, que precisou ser retirado do plenário. O vereador Odair Osório foi bastante hostilizado por pessoas ligadas a Chapa 1 ao sair do plenário. Sem condições para continuar os trabalhos, o presidente da Câmara achou por bem encerrar a sessão.

Com o equívoco desfeito e conforme o Regimento Interno haverá então, segunda votação, anteriormente marcada para esta terça-feira, e agora remarcada para 18 de dezembro.

Deixe um Comentário