Secretaria de Educação de Barra Mansa e Instituto Votorantim realizam ‘Socializando práticas de gestão e mobilização’  

0

BARRA MANSA

Gestores da rede municipal de ensino de Barra Mansa se reuniram nesta terça-feira (27), no auditório da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) para socializar algumas práticas realizadas em sala de aula durante 2018, com metodologia aplicada através da parceria com o Instituto Votorantim. Com foco numa nova perspectiva educacional voltada para a resignificação das práticas pedagógicas e a construção de uma metodologia de ensino adaptada à realidade da comunidade escolar, o PVE (Programa Votorantim pela Educação) visa contribuir para a melhoria da qualidade do ensino nas localidades onde  há operações da empresa.

O encontro denominado ‘Socializando práticas de Gestão’ teve abertura realizada ao som de violinos pelos alunos do Colégio Municipal Antônio Rocha. Na sequência, foi proferida a palestra “O papel dos gestores na garantia do direito a educação”, pelo gestor da comunidade Cedac, Douglas de Toledo Vaz. Na oportunidade, o educador comentou que a competência dos gestores tem congregado esforços para qualificar e aprimorar cada vez mais os profissionais da educação e os alunos. “Os impactos na educação têm sido significativos. Temos acompanhado cada etapa do trabalho de formação e capacitação dos gestores, sob a perspectiva de um novo modelo de aprendizagem, onde o educador”, ressaltou Vaz.

No encontro foram compartilhadas ainda experiências desenvolvidas pelas 17 escolas envolvidas diretamente no projeto. Foram compostas quatro mesas com o seguintes temas: Resultados dos reprocessos de gestão e atividades formativas – o tema foi apresentado pelos gestores da Escola Jahyra Drable (Distrito de Amparo), Escola Municipal Cajueiros, Damião Medeiros (ambas na Região Leste), Lions (Santa Inês) e Washington Luiz (Saudade); Acompanhamento das aprendizagens – por gestoras das escolas Rialto, Iracema Pamplona (Ano Bom), Antônio Pereira Bruno (Goiabal) e Djair Machado (Siderlândia); a Formação continuada ficou a cargo das escolas Bartholomeu Anacleto (Floriano), Carlos Haasis (Boa Vista I) e Presidente Tancredo Neves (Piteiras) e, por último as práticas pedagógicas foram abordadas pela direção e orientadores educacionais das escolas Argemiro de Paula Coutinho (São Luiz), Eulália Gouvêa (Vila Independência), Independência e Luz (Vale do Paraíba) e Rotary (Monte Cristo).

A gerente de educação básica do município, Saionara Maciel, ressaltou que a parceria com o PVE acontece pelo segundo ano consecutivo. Em 2017 o PVE contemplou 40 educadores e 12 escolas onde foram desenvolvidas temáticas focadas na educação inclusiva. “Neste ano. a meta foi alcançar diretamente cerca de quatro mil alunos, de 17 unidades escolares, e de maneira indireta, aproximadamente 20 mil educandos da rede municipal de educação. Este encontro é a culminância do trabalhado efetuado a partir da parceria com o PVE”, detalhou

Cecília Maria Lúcio Pacheco, professora do município há 28 anos e atuando no momento no Cemae (Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado), disse que a metodologia apresentada faz repensar as práticas pedagógicas. “É uma oportunidade de construir e rever o dia a dia em sala de aula”, concluiu.